Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
novela das 7

Guilherme Weber relembra Douglas e Brigitta de Pega Pega: “Exercitar a humanidade”

Ator revela o que mais marcou ao gravar a trama de Claudia Souto

Publicado em 03/11/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Em Pega Pega, novela de Claudia Souto que está em sua reta final na faixa das 19h, Guilherme Weber concilia as funções de gerente no Carioca Palace, como Douglas, e na boate Strass, como a drag Brigitta.

Em entrevista o ator detalhou como foi interpretar um personagem com características tão marcantes e que quebrou paradigmas, além de destacar do que sente falta das gravações. Acompanhe!

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Qual a importância de Douglas e Brigitta na sua carreira?

O Douglas é um personagem solar que surgiu na minha carreira depois de uma época de muitos vilões. Ele circulava em diferentes cenários, me deu muitas oportunidades de exercitar a humanidade que pretendia para ele. Era amigo da Luiza (Camila Queiroz), drag queen, descobriu um filho tardiamente.

O que mais te marcou na época das gravações da novela?

A sensação de estar fazendo uma novela que eu adoraria assistir, uma novela com estilo parecido com as novelas que eu amava assistir quando garoto. Tramas concentradas em um cenário principal, aqui, o hotel.

Acho Pega Pega uma novela muito charmosa e a cara do Rio de Janeiro, cidade que o país adora amar e descobrir também pela imaginação da teledramaturgia. O grupo do elenco e da equipe segue muito unido, nos falamos sempre e isso é uma grande prova da harmonia e da alegria do trabalho.

Fica a lembrança também da oportunidade de trabalhar com duas atrizes maravilhosas e que infelizmente nos deixaram, Nicette Bruno e Camila Amado.

Guarda alguma recordação de Douglas e Brigitta, como peça de roupa ou objeto?

Guardo o cartaz que anuncia o show da Brigitta, a drag do Douglas, na Strass. Douglas é a cara de Copacabana, com o seu trânsito entre um hotel cinco estrelas de uma aristocracia um tanto quanto saudosista e uma boate de drags do bairro. Eu moro em Copacabana e sou um entusiasta da sua diversidade e loucura.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....