Gugu fala sobre Silvio Santos: “Ninguém se compara a ele”

Publicado há 3 anos
Por William Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Programa do Porchat recebeu o apresentador Gugu nessa quarta-feira (23), em comemoração ao aniversário de um ano do talk-show. Na conversa, Gugu falou sobre sua relação com Silvio Santos, com quem trabalhou por mais de 30 anos.

“Trabalhei com ele (Silvio Santos) de 1974 a 2009. Trabalhava com ele no palco, na produção, antes de trabalhar na frente das câmeras. Tudo o que eu sei foi ele que me ensinou”, disse Gugu, que destacou a importância do comunicador para o cenário brasileiro da televisão e do empresariado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Sei que, se eu ligar para ele, ele me atende. Um homem da importância do Silvio Santos, no mundo empresarial e no artístico, acho que ninguém se compara a ele. Ele está num lugar inacessível a todos nós”, falou Gugu.

Audiência da TV (16/08): Ratinho conquista mais uma vitória contra Gugu

Em outro momento da entrevista, o apresentador relembrou a época em que foi contratado pela Globo, mas acabou não permanecendo no canal. “No final dos anos 1980, eu apresentava o Viva a Noite, fazia muito sucesso nas noites de sábado. O Boni me chamou, fizemos um contrato. Naquela época, os artistas não tinham contrato. Eu era apresentador, mas não tinha contrato. Acabei assinando com a Globo, que me prometeu programa aos domingos”, contou.

“Quando fui para lá, me ofereceram vários formatos, fizeram cenário, estava tudo pronto para estrear. O Silvio me chamou e disse que queria que eu ficasse no SBT. Ele estava com problema na garganta e queria que eu dividisse com ele o domingo”, continuou Gugu.

Depois de voltar ao SBT graças a negociações de Silvio Santos com Roberto Marinho, Gugu disse não se arrepender de ter ficado na emissora dos Abravanel. “Não me arrependo de ter ficado no SBT. Foram 21 anos felizes (depois de sair da Globo). Nasci e cresci no SBT. Tive anos maravilhosos profissionalmente lá e trabalhei com o meu ídolo.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais