Greve faz afiliada da Globo gravar jornal e apresentadora ser xingada por ‘furar’ paralisação

Publicado há 2 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os jornalistas do estado de Alagoas estão em greve durante todo o dia desta terça-feira (25). O protesto é contra a proposta de redução salarial de praticamente todos os veículos, incluindo emissoras de TV. O caso mais emblemático ocorreu na TV Gazeta, afiliada da Globo em Alagoas.

Sem matérias, o Bom Dia Alagoas foi gravado na noite desta segunda (24) com matérias produzidas um mês atrás. Já o ALTV – Primeira Edição teve de usar reportagens de outros estados, como Pernambuco e Mato Grosso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Logo no início da edição, a apresentadora Sofia Sepreny leu um editorial do canal, que afirmava a falta de acordo entre as partes e explicava a edição diferente que o espectador veria naquele dia. Entretanto, mesmo com a greve, Sofia foi uma das poucas jornalistas que foi trabalhar. Ela não é titular do jornal, e foi chamada às pressas para substituir a âncora titular, Thaísa Cavalcante.

Sofia ter apresentado o jornal foi considerado algo grave pelos colegas, que lhe criticaram nas redes sociais. Sofia foi chamada de ‘deslumbrada’ e ‘traidora’. A maioria dos jornalistas realizou protestos nas portas dos veículos desde o período da manhã. Parte do público também a atacou em sua página do Facebook.

Contudo, além de protestos e falta de trabalho, os grevistas recebem apoio de entidades nacionais. A presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Maria José Braga, esteve em Maceió, capital do Estado, vendo de perto todos os eventos.

Todavia, segundo ela, a greve tem fundamento: “A greve preocupa todos nós em razão da gravidade da situação provocada pelos empregadores do Alagoas. A proposta de redução no piso em 40% foi indecorosa”, afirmou. Ela irá continuar na cidade nos próximos dias.

Afiliada da Globo não comenta reportagem

Procurada pelo Observatório da Televisão, a TV Gazeta/Globo ratificou apenas o comunicado lido no ALTV – Primeira Edição. A emissora não quis comentar como conseguiu reportagens de outros estados, nem as acusações contra Sofia. A reportagem também procurou Sofia Sepreny, mas não obteve resposta até o fechamento da nota.

Por fim, vale lembrar que a TV Gazeta, afiliada da Globo desde os anos 1970, é pertencente as Organizações Arnon de Mello, que é de posse do Senador e ex-Presidente da República Fernando Collor de Mello.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio