Governo pode adiar desligamento analógico em Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis e outras 131 cidades

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marcados para o fim deste mês de janeiro, mais exatamente no dia 31, o desligamento do sinal analógico em Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), além de cidades do interior de São Paulo como Franca e Ribeirão Preto, pode não acontecer.

É que ainda não estão garantidas que estas regiões tenham 90% de sinal digital nas residências. Sem isso, de acordo com portaria do Governo Federal, o desligamento não pode ocorrer.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Evaristo Costa tem propostas para voltar à televisão

A previsão é de 12,7 milhões de pessoas entrem na era digital, caso a portaria que será divulgada na próxima terça-feira (30) dê o sinal verde para o swicht off.

Para tentar manter a meta, equipes do Seja Digital estão intensificando ações nas localidades. A chamada Patrulha Digital conta com voluntários de ensino técnico do Senai e técnicos da Rede Globo.

Os patrulheiros estão visitando casas de baixa renda e instalando, de forma gratuita, o conversor digital em quem não teve condições de comprar um ou não conseguiu adquirir uma TV com conversor integrado.

O diretor de projetos especiais da Globo, André Dias, falou a importância desse contato mais próximo com a população para explicar o desligamento, que ainda não é bem compreendido por muitos.

“A Patrulha Digital está realizando operações de ressintonia e instalação de kits, uma força tarefa para conseguir atingir a meta de 90%. Ter o sinal digital gratuitamente nas casas é uma missão para nós. Um marco importante para o brasileiro”, diz o executivo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio