Governo angolano decide interromper atividades da Record TV no país

A emissora disse que vai adotar todas as medidas legais

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O governo da Angola mandou suspender as atividades da Record TV no país. A decisão passa a valer a partir da meia-noite de quarta-feira (21).

A informação é da agência de notícias alemã Deutsche Welle. O anúncio foi dado pelo secretário de Estado para a Comunicação Social, Nuno Carnaval, e o discurso foi transmitido pela TPA, a televisão pública angolana, segundo o UOL.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Ministério das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) disse, em comunicado que foram constatadas inconformidades legais para o exercício da atividade jornalística em Angola.  Outros dois canais também foram suspensos no país, além da Record TV:  Zap Viva e Vida TV. 

 “Infelizmente, as direções destas empresas não cuidaram de corrigir ao longo do tempo que vêm operando no mercado angolano. Por outro lado, estas empresas enquanto não procederem a correção em conformidade com os requisitos legais, estarão suspensas do exercício da sua atividade”, afirmou Nuno Carnaval.

Em nota ao UOL, a Record TV África disse que foi surpreendida pelos argumentos do governo. O canal, que está no país desde 2005, disse que sempre prezou pela legalidade e irá adotar todas as medidas legais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio