Globoplay reforça portfólio com clássicos do cinema nacional

Plataforma lança projeto com chamada especial na TV e galeria virtual inspirada em filmes

Publicado em 8/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Globoplay, plataforma de streaming da Globo, lança um projeto especial que homenageia o cinema brasileiro. O lançamento inclui uma chamada na TV narrada por Fernanda Montenegro e uma seleção dedicada a obras essenciais da cinematografia nacional e inaugura ainda uma galeria virtual interativa.

O projeto conta com 50 filmes imprescindíveis que vão desde clássicos, a partir da década de 1950, até grandes sucessos atuais de público e crítica. Essas obras estarão reunidas em um único lugar na plataforma, no agrupador “50 essências do cinema brasileiro”, que estará dividido em dez grupos: “Precursores”, “Cinema novo”, “Censurados”, “Inspirados pela literatura”, “Inspirados em histórias reais”, “Documentários” e “Campeões de bilheteria”, “Retomada”, “Os Recentes” e “Os Premiados”, que podem ser encontrados aqui.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Reunimos em um só ambiente filmes que estavam espalhados no mercado de maneira que o assinante encontre no Globoplay uma oferta dedicada à este segmento. São verdadeiras joias para compreender o cinema nacional e o Brasil”, diz Ana Carolina Lima, Head de conteúdo do Globoplay.

Entre os títulos selecionados estão “Rio 40 Graus”, “Rio Zona Norte”, “Memórias do Cárcere” e ” Vidas Secas”, de Nelson Pereira dos Santos, “Deus e o Diabo na Terra do Sol” e “Terra em Transe”, de Glauber Rocha, “À Meia Noite Lavarei sua Alma” (José Mojica Marins), “Todas as Mulheres do Mundo” (Domingos Oliveira), “São Paulo, Sociedade Anônima” e “O Caso dos Irmãos Naves”, de Luís Sérgio Person, “O Padre e a Moça” e “Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade, “São Bernardo” e “Eles não usam Black-tie”, de Leon Hirszman, “Bye Bye Brasil” e “Deus é Brasileiro” , de Cacá Diegues, “O que é isso, companheiro”, “O Beijo no Asfalto”, “Dona Flor e seus Dois Maridos” e “Flores Raras”, de Bruno Barreto,” Pixote, A Lei do Mais Fraco”, “O Beijo da Mulher Aranha”, “O Rei da Noite” e “Lúcio Flávio”, “Carandiru”, de Hector Babenco, “Cabra Marcado Para Morrer”, “Edifício Master”, “Jogo de Cena” e “Santo Forte”, de Eduardo Coutinho, “A Ostra e o Vento” e “Inocência”, de Walter Lima Jr., “O Quatrilho” (Fábio Barreto), “Central do Brasil” (Walter Salles), “O Auto da Compadecida” (Guel Arraes), “Cidade de Deus” (Fernando Meirelles e Katia Lund), “O Homem que Copiada” e ” Ilhas das Flores”, de Jorge Furtado, “Dois Filhos De Francisco” (Breno Silveira), “Tropa de Elite 1 e 2”, de José Padilha, “O Céu de Suely” (Karim Ainouz), “Cidade de Deus” (Fernando Meirelles e Kátia Lund), “Ônibus 174” (José Padilha e Felipe Lacerda), “Amarelo Manga” (Cláudio Assis), “Cidade Baixa” (Sérgio Machado), “Meu nome não é Johnny” (Mauro Lima), “De Pernas Para o Ar 2” (Roberto Santucci), “Que Horas ela volta” (Anna Muylaert), “ A Vida Invisível” (Karim Aïnouz), “Bacurau” (Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles), além dos campeões de bilheteria recentes como “Minha Mãe é uma peça 3” (Susana Garcia).

Chamada na TV e galeria virtual

Mais que divulgar esses 50 filmes essenciais do cinema nacional presentes em seu catálogo, o Globoplay presta uma homenagem à essas obras-primas em uma chamada especial na TV , que contará com a narração da grande dama da dramaturgia brasileira, Fernanda Montenegro.

No vídeo, os filmes serão representados por suas artes de capas emolduradas, como um quadro, que vão formando uma galeria, como verdadeiras obras de arte. Ao final da chamada, um QR code leva o público para a uma galeria virtual.

Extensão da campanha de TV, essa galeria traz uma experiência virtual e interativa. Com visão 360º, será possível caminhar por salas temáticas, contemplar as obras inspiradas nos filmes, conhecer mais sobre eles e fazer atividades relacionadas a alguns deles. Ao todo são sete salas, divididas em dez grupos: “Precursores”, “Cinema novo”, “Censurados”, “Inspirados pela literatura”, “Inspirados em histórias reais”, “Documentários”, “Campeões de bilheteria”, Retomada”, “Os Recentes” e “Os Premiados”.

No último ambiente da galeria, há um apanhado de todos os 50 filmes – com links direcionando para o consumo na plataforma – e com a ativação “seu pôster aqui” onde as pessoas escolhem dentre um cardápio de outlines de artes inspiradas nos filmes para colorir como quiserem. Ao criar o pôster a pessoa tem a opção de baixar em alta qualidade para imprimir ou compartilhar nas redes sociais. .

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio