GloboNews e Globo exibem vídeos diferentes da reunião de Bolsonaro; entenda

Emissora da TV aberta editou palavrões e termos chulos, enquanto canal pago optou pela rapidez e exibiu a versão na íntegra

Publicado há 6 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A TV Globo e a GloboNews exibiram diferentes versões do vídeo da reunião ministerial de Jair Bolsonaro, divulgado na última sexta-feira (22) pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Enquanto o canal pago mostrou o conteúdo na íntegra, com direito a palavrões e termos chulos, os telejornais da emissora aberta censuraram termos disparados pelo Presidente, como “foder”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A gravação integra o inquérito que apura interferências de Bolsonaro na Polícia Federal, principal razão pela qual o ex-ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro, deixou o governo.

O vídeo serve como prova para o trecho em que advogados de Sergio Moro acusam o chefe do Executivo de ameaçar intervir no comando da Polícia Federal no Rio de Janeiro com a suposta intenção de proteger investigações sobre os filhos.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais