Globo toma decisão em relação à cobertura de jornalistas a Bolsonaro no Alvorada

Profissionais da emissora têm recebido ameaças de apoiadores do Presidente que ficam ao lado de Bolsonaro durante coletivas

Publicado há um mês
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A TV Globo decidiu proibir todos os seus jornalistas de darem plantão no Palácio do Alvorada, em Brasília.

A informação foi divulgada pelo Notícias da TV, que contou que a emissora, em nota, disse que os apoiadores de Jair Bolsonaro, que ficam ao lado da imprensa em suas entrevistas coletivas, têm agido de maneira agressiva com os profissionais, oferecendo riscos à integridade de todos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Como a animosidade dos militantes tem sido crescente, e sem que haja providências por parte das autoridades para proteger os jornalistas, o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo comunicou a decisão, por carta, ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno“, publicou o canal em seu portal de notícias, o G1.

Para não ficar sem as informações divulgadas e entrevistas com o chefe do Executivo, a Globo esclareceu na nota que está buscando uma maneira segura de cobrir o dia a dia no Alvorada.

O jornal Folha de S.Paulo adotou a mesma postura da emissora nesta segunda (25).

Confira a carta assinada por Paulo Tonet Camargo, vice-presidente das relações institucionais do Grupo Globo, enviada ao ministro Augusto Heleno:

“Ao cumprimentar V.Exa., trazemos ao conhecimento desse Gabinete uma questão que envolve a segurança da cobertura jornalística no Palácio da Alvorada”

“É público que o Senhor Presidente da República na saída, e muitas vezes no retorno ao Palácio, desce do carro e dá entrevistas bem como cumprimenta simpatizantes. Este fato fez vários meios de comunicação deslocarem para lá equipes de reportagem no intuito de fazer a cobertura.”

“Entretanto são muitos os insultos e os apupos que os nossos profissionais vêm sofrendo dia a dia por parte dos militantes que ali se encontram, sem qualquer segurança para o trabalho jornalístico..”

“Estas agressões vêm crescendo. Assim informamos por meio desta que a partir de hoje nossos repórteres, que têm como incumbência cobrir o Palácio da Alvorada, não mais comparecerão àquele local na parte externa destinada à imprensa.”

“Com a responsabilidade que temos com nossos colaboradores, e não havendo segurança para o trabalho, tivemos que tomar essa decisão. Respeitosamente, Paulo Tonet Camargo”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais