relançamento

Globo tenta evitar fracasso e aposta em novas estratégias para Fuzuê conquistar o público

Canal quer atrair atenção do público

Publicado em 10/10/2023

No ar há quase dois meses, Fuzuê segue buscando formas de atrair a atenção do público e alavancar os índices de audiência. Para isso, a TV Globo prepara uma campanha de relançamento da novela e planeja uma série de mudanças, que terão início na próxima semana.

De acordo com informações do jornalista Gabriel Vaquer, da Folha de São Paulo, uma das primeiras medidas é aproximar os telespectadores dos protagonistas da trama. Os atores Nicolas Prattes, Giovanna Cordeiro, Marina Ruy Barbosa e Olívia Araújo foram chamados para gravar chamadas explicativas, visando apresentá-los melhor ao público.

Olívia Araújo interpreta Maria Navalha em Fuzuê
Olívia Araújo interpreta Maria Navalha em Fuzuê

Outra estratégia é dar mais visibilidade aos atores da novela, incluindo entrevistas e participações especiais em programas de variedades da emissora. No último sábado (7), Ary Fontoura e Olívia Araújo estiveram no É de Casa. Outros membros do elenco marcarão presença no Mais Você e no Encontro com Patrícia Poeta.

A edição da trama também sofrerá ajustes, concentrando-se nos personagens que receberam avaliações positivas nos grupos de pesquisa da produção. Além disso, novos personagens serão introduzidos para movimentar a narrativa. Uma delas é a atriz Talita Younan, que fará sua entrada na novela como uma cantora sertaneja que rivalizará com Jefinho Sem Vergonha (Micael Borges). 

Jefinho (Micael Borges) em Fuzuê

Essas medidas vêm em resposta à atual média de audiência de Fuzuê, que está em torno de 20,6 pontos na Grande São Paulo. Esse número é inferior ao de Cara e Coragem (2022), que, apesar de indicada ao Emmy Internacional, teve uma repercussão mais modesta.

A situação é ainda mais desafiadora no Nordeste, onde Vai na Fé, a antecessora de Fuzuê, conquistava quase 40 pontos em Salvador (BA) e superava até mesmo a novela das nove, Terra e Paixão. Hoje, Fuzuê frequentemente registra menos de 25 pontos e é a novela inédita da Globo menos assistida, muitas vezes perdendo em audiência para a reprise de Mulheres Apaixonadas (2003).