Globo Repórter mostra o poder da criatividade brasileira

Publicado em 16/06/2017

Quantas vidas uma simples ideia pode influenciar ou mudar? O ‘Globo Repórter’ desta sexta-feira, dia 16, mostra o poder da criatividade do povo brasileiro, da época de Santos Dumont até os dias de hoje. Os projetos são variados. Uma cisterna que mudou a vida de nordestinos que sofrem com a seca. Uma lente que evita o transplante de córnea. E até a receita do brigadeiro, o doce que é preferência nacional.

Santos Dumont é inspiração para os inventores atuais. Além de ser o pai da aviação, deixou outras muitas criações na Encantada, casa construída em Petrópolis que completa um século no próximo ano. O gaveteiro se transformava em cama, a escada tinha degraus recortados para facilitar os movimentos e o chuveiro era movido a álcool, com correntes que regulavam a mistura de água fria e quente.

Globo Repórter faz diferença na TV sem apelar por audiência

Muitos anos depois de Santos Dumont, o sertanejo Manoel, do interior do Sergipe, criou uma obra muito simples e mudou para sempre a vida do povo do sertão: a cisterna. Hoje, esse tipo de reservatório pode ser encontrado em muitas casas e garante água para pessoas e animais.

O programa também conta a curiosa história da criação do popular brigadeiro, hoje presente em festas de todos os estilos. E mostra a emoção de pacientes beneficiados pela invenção do jovem oftalmologista Cláudio Trindade. Ele criou uma peça de acrílico, que é implantada nos olhos e funciona como um filtro, evitando muitos transplantes de córnea.

O ‘Globo Repórter’ vai ao ar na noite de sexta-feira, dia 16, depois da novela ‘A Força do Querer’.