Globo reforça protocolo com atores estrangeiros após caso José Condessa, afirma colunista

Ator português vivia Juan em Salve-se Quem Puder

Publicado há um mês
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A impossibilidade de continuar contando com o ator José Condessa na segunda parte de Salve-se Quem Puder parece ter acendido um alerta nos bastidores da Rede Globo. A emissora pretende reforçar, daqui em diante, seu protocolo na hora de ‘importar’ intérpretes para suas novelas.

De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, em sua coluna no portal R7, a ideia é, primeiramente, evitar ao máximo trazer atores de fora. Nos raros casos em que isso ainda acontecer, o processo de contratação deverá obedecer a termos bem mais rígidos do que os adotados até agora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Observatório da TV entrou em contato com a Rede Globo, em busca de uma posição a respeito da presente questão. Assim que houver feedback da emissora, esta nota será atualizada.

Saída antecipada

José Condessa teve de deixar o elenco de Salve-se Quem Puder para assumir compromissos que, segundo ele, já havia firmado com a TV de seu país, Portugal. Seu personagem, o mexicano Juan, desaparecerá da história e será substituído por outro, interpretado por Rodrigo Simas.

Antes de assinar com a Globo, conversamos sobre todos os projetos que estava envolvido em Portugal. Todas as partes envolvidas sabiam sobre minha agenda no Brasil e no meu país. E o cronograma não impossibilitaria em nada a minha participação em Salve-se Quem Puder. Mas o coronavírus surpreendeu o mundo e bagunçou tudo“, justificou o ator à imprensa na ocasião.

Em nota oficial, a emissora carioca confirmou a versão de Condessa. “O ator já tinha compromissos assumidos em Portugal para quando terminasse Salve-se Quem Puder. Com a pandemia, os cronogramas de gravação foram afetados e o ator não terá como terminar a novela. A Globo já estava ciente do compromisso do ator, mas não foi possível conciliar as agendas, infelizmente“, declarou, por meio de sua assessoria.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais