Globo não renova o contrato com Miguel Falabella após quase 40 anos

Desde 1981 na emissora, Falabella foi apresentador, diretor, ator e autor da Globo

Publicado há 5 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após 39 anos como contratado da TV Globo, o ator, apresentador, diretor e autor Miguel Falabella foi avisado na última quinta-feira (4) que não terá o contrato renovado pela emissora.

A informação foi divulgada pela jornalista Patrícia Kogut, em sua coluna no jornal O Globo. Aos 63 anos, Falabella possui uma imensa trajetória na Vênus Platinada, onde começou como ator, em Sol de Verão (1982).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de atuar em séries e novelas ao longo da década de 80, ele integrou a equipe de direção de Sassaricando em 1987, mesmo ano que se lançou como apresentador do extinto Video Show, onde ficou até 2002, retornando com participação ao final da atração de 2015 a 2019.

Como autor, Miguel escreveu episódios do humorístico TV Pirata e da série Delegacia de Mulheres, o que lhe rendeu a oportunidade para assinar seu principal trabalho como roteirista na casa: Sai De Baixo (1992-2002), onde também viveu o protagonista Caco Antibes, memorável personagem de sua carreira.

Nas novelas, Falabella foi autor de Salsa e Merengue (1996), A Lua Me Disse (2005), Negócio da China (2008) e Aquele Beijo (2011), tendo assinado as duas primeiras ao lado de Maria Carmem Barbosa.

Nos últimos anos, ele esteve à frente, como autor, de séries humorísticas como A Vida Alheia (2010), Pé Na Cova (2013-2016), Sexo e as Negas (2014), Brasil a Bordo (2017) e Eu, a Vó e a Boi (2019), seu último trabalho, feito para o Globoplay.

À coluna de Kogut, ele afirmou que sua passagem pela emissora foi ‘toda uma vida’, mas disse que ‘é vida que segue’.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais