Globo emociona ao convocar Manoel Soares para introdução de Pantera Negra na Tela Quente: “Wakanda para sempre!”

Mensagem simbólica ao ator Chadwick Boseman emocionou

Publicado há um mês
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foi com o repórter Manoel Soares que a Globo abriu a sessão Tela Quente com o filme Pantera Negra, em homenagem a Chadwick Boseman. Com uma introdução de 1:50 o profissional explicou sobre a importância em falar sobre o ator e o motivo que levou a Globo a promover a seguinte mensagem:

Por que a Globo tá fazendo essa homenagem ao Pantera Negra? Nós somos o país com a maior quantidade de negros fora do continente africano. Eu levei 40 anos até encontrar um herói que se parecesse comigo e traduzisse os meus anseios”, iniciou o artista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“E eu não estou falando só dos heróis das telas. O Chadwikc viveu nos últimos quatro anos um câncer, inclusive durante as gravações do filme que você vai assistir agora. Ele é um herói não somente das pessoas negras, mas de todo mundo que quer ir além das suas fronteiras“, disse Manoel Soares, que finalizou com um gesto “Wakanda para sempre”.

Nas redes sociais, o assunto se tornou viral e entrou rapidamente para o Trending Topics do Twitter como o assunto mais comentado da noite. Um gesto nobre, uma homenagem simbólica que emocionou e ganhou uma enxurrada de elogios!

Assista a mensagem de Manoel Soares na Tela Quente:

O ator Chadwick Boseman, morreu na sexta, dia 28, aos 42 anos. Ele enfrentava um câncer de cólon desde 2016. Boseman ficou conhecido por interpretar o Pantera Negra no filme da Marvel, e por papeis em vários outros longas e séries como CSI: NYLaw & Order e Persons Unknown.

SBT também vai homenagear o ator

O SBT irá exibir nessa terça-feira, dia 1, Deuses do Egito, filme de 2015 com Chadwick Boseman. Deuses do Egito é um filme da Lionsgate que narra uma aventura protagonizada por divindades do Antigo Egito. O longa causou grande polêmica pela retratação de grande parte dos personagens como brancos caucasianos. Chadwick Boseman deu vida ao Deus Thoth no filme.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais