Globo demite repórter especial e correspondente internacional por conta de salários altos

Emissora optou por desligar profissionais do jornalismo

Publicado em 02/10/2021 15:27
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última sexta-feira (1), dois jornalistas e um produtor da Globo foram demitidos. São eles o repórter especial Roberto Paiva, que frequentemente contribuía com reportagens para o Jornal Nacional e Jornal Hoje, e o correspondente internacional Fernando Saraiva, cuja missão era atuar no esporte da TV aberta e do SporTV.

Além disso, o canal da família Marinho dispensou o produtor Robinson Cerântula, conhecido por cobrir grandes furos do jornalismo policial dentro dos quase 30 anos de contratação. A razão para as baixas, de acordo com o Notícias da TV, seria a mesma para todos: corte de gastos.

Paiva, que iniciou sua trajetória nas afiliadas do Pará e do Paraná no início deste século, estava alocado na Globo São Paulo há mais de uma década. Cerântula produzia matérias sobretudo em parceria com César Tralli e César Galvão para os jornalísticos locais. Fernando Saraiva, por sua vez, manteve contrato de 22 anos no Grupo Globo e trabalhava diretamente dos estúdios em Londres.

Agradecido, Fernando postou sobre a saída da Globo em seu Instagram. “Depois de 22 anos de trabalho, cheguei a um acordo pra deixar o Grupo Globo. Puxa, 22 anos, metade da minha vida. Nesse tempo, consegui realizar a maioria dos meus objetivos profissionais: conheci mais de 50 países, cobri Copa do do Mundo, Olimpíadas, mais de 10 campeonatos mundiais fora do Brasil, fui correspondente internacional, apresentador”, declarou o jornalista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio