Gisele Fróes relembra personagem em A Vida da Gente: “Sem empatia”

Atriz recorda com carinho a parceria com Ângelo Antônio e Fernanda Vasconcellos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A volta de A Vida da Gente em edição especial à faixa das 18h terá um sabor especial para a atriz Gisele Fróes. Ela teve que se esforçar muito para conseguir dar veracidade à treinadora esportiva Vitória na trama de Lícia Manzo, que foi ao ar originalmente em 2011.

O exercício que eu fazia era de experimentar justificar a crueldade dela [Vitória]. Ela era sem empatia, sem flexibilidade nas relações. Já eu sou meio molenga, e precisei exercitar isso em mim, de ser tão firme em certas atitudes“, recordou, em entrevista à coluna de Carla Bittencourt no jornal Extra.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fui tentando entender o que faz uma pessoa ser tão pouco generosa. Foi uma experiência bem interessante na minha vida e na minha carreira“, admite a intérprete de 56 anos, que também está em cartaz como a despachada Cândida, em A Força do Querer.

Dez anos após o fim de A Vida da Gente, Gisele relembra um carinho a boa relação que desenvolveu com os colegas de elenco. “Fernanda [Vasconcellos] é uma querida, foi ótimo trabalhar com ela. E Ângelo [Antônio], que fazia meu marido, é meu amigo“, revela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio