Gilberto Braga revela implicância de Daniel Filho com Beatriz Segall: “Não queria que fizesse Odete Roitman”

Publicado em 27/05/2017

Entrevistado pelo programa Donos da História, do canal Viva, Gilberto Braga revelou que quando escreveu Vale Tudo (1988), Daniel Filho, que na época era o diretor da Central Globo de Produção (CGP) ao lado do Boni, e supervisionava as tramas, foi contra a ideia de Beatriz Segall viver a vilã Odete Roitman.

“O Daniel implicava com a Beatriz Segall. Não queria de jeito nenhum que a Beatriz fizesse Odete Roitman. Eu achava que era a atriz ideal. O Paulo Ubiratan [diretor artístico da emissora e produtor da trama], que era o segundo homem de novela, abaixo do Daniel, me deu todo apoio pra que a Beatriz Segall fosse aceita”, afirmou o autor.

Gilberto Braga, autor de Babilônia, entrega projeto de novela das 21h para a Globo

O novelista disse que só foi descobrir que a atriz tinha sido finalmente aprovada por Filho quando aconteceu a reunião geral da trama com os atores. “E o Daniel é tão teimoso que até hoje ele diz que ele tinha razão, que a Beatriz não era boa atriz não, que ela fez sucesso porque Odete Roitman era um papel muito bom”, concluiu Braga.