Engavetados

Gilberto Braga deixou três projetos novos antes de morrer

Todos eles teriam sido engavetados pela TV Globo

Publicado em 28/10/2021

Na noite da última terça-feira (26), o Brasil perdeu um dos maiores nomes da teledramaturgia, o autor de novelas Gilberto Braga, que faleceu no Rio de Janeiro aos 75 anos.

Porém, de acordo com informações da colunista Cristina Padiglione, o autor deixou pelo menos três roteiros inéditos, sendo dois de novela para a faixa das onze da noite e das seis da tarde, além de um para uma minissérie biográfica de Elis Regina. Porém, todos esses projetos estão engavetados.

Ainda segundo a coluna, nada impede que essas obras sejam retrabalhadas por profissionais que costumavam escrever com o novelista. Algumas tramas de sucesso de Gilberto também estão entrando entre as favoritas para possíveis reprises.

Antes de morrer, Gilberto Braga teve nova novela cancelada pela Globo

A morte do novelista Gilberto Braga foi recebida com profundo pesar pela classe artística nacional. Um dos maiores autores de folhetins do Brasil, ele escreveu grandes êxitos de público e crítica, como Escrava Isaura (1976), Dancin’ Days (1978), Vale Tudo (1988), Pátria Minha (1994) e Celebridade (2004).

Infelizmente sua última novela, Babilônia (2014), escrita em parceria com João Ximenes Braga e Ricardo Linhares, ficou marcada pelo insucesso. O que poucos sabem, no entanto, é que nos últimos anos Gilberto esteve se dedicando a um outro projeto de folhetim que acabou cancelado meses antes de seu falecimento.

Trata-se de Feira das Vaidades, trama de época que o novelista idealizava para a faixa das 18h, onde escreveu Força de um Desejo (1999). Baseada em Vanity Fair, clássico da literatura inglesa assinado por William Makepeace Thackeray, a adaptação transportaria para o Brasil dos anos 1920 a ação da obra original, ambientada na primeira metade do século XIX (19) e transcorrida em Londres.

Feira da Vaidades contaria com 104 capítulos – cerca de 80 deles chegaram a ser roteirizados – e tinha nomes como Cássio Gabus Mendes e Malu Mader cotados para seu elenco. A direção artística, por sua vez, seria de Dennis Carvalho, colaborador de Braga em vários de seus principais trabalhos.