Galvão Bueno desabafa e revela dificuldade inusitada para voltar a narrar futebol após 14 meses

O jornalista conversou com Ana Maria Braga

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Galvão Bueno conversou com Ana Maria Braga nesta segunda-feira (12) e revelou que sofreu insônia por causa de seu retorno aos Estúdio Globo após 14 meses afastado. No domingo (11) ele narrou a locução da partida entre Flamengo e Palmeiras pela Supercopa.

Ao longo de seus 47 anos de carreira, o jornalista afirmou que perdeu o sono somente duas vezes.  A primeira vez foi na véspera da final da Copa do Mundo de 1994, partida que o Brasil conquistou o título de tetracampeão. As informações são do portal Notícias da TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Só duas vezes na vida eu não consegui dormir antes de um jogo. Uma foi na final da Copa do Mundo de 1994. A minha angústia era tão grande, porque o Brasil não ganhava um título mundial há 24 anos. Eu consegui dormir às 2h da manhã, às 5h eu já estava na academia fazendo ginástica, às 7h estava tomando café e às 8h já estava indo para o estádio“, contou no Mais Você.

E completou: “E dessa vez, eu queria dormir, fiquei lendo, desliguei a televisão, mas consegui dormir só às 2h da manhã. Acordei às 4h, a cabeça não parou de pensar, conseguir dormir de novo às 6h para acordar às 7h30. As únicas duas vezes em 47 anos de profissão, que eu completei agora em março“, disse.

Por fazer parte do grupo de risco da covid-19, o jornalista foi afastado da Globo em fevereiro de 2020. Em março de 2021, ele tomou a segunda dose da vacina contra o vírus e voltou ao trabalho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio