Gabriela Spanic lamenta dificuldades durante gravações de A Usurpadora: “Não foi fácil”

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conhecida após interpretar as gêmeas Paola e Paulina na novela mexicana “A Usurpadora”, Gabriela Spanic concedeu entrevista à RedeTV!. No Brasil para uma temporada de apresentações, a atriz venezuelana relembrou grandes momentos ao longo da carreira e disse com qual das gêmeas ela se parece mais. “Não me considero uma pessoa tão sexy quanto a Paola, mas sou muito transparente como a Paulina”, afirma.

A trama, que está prestes a completar 20 anos desde sua estreia, foi vendida para mais de 180 países e, no Brasil, reprisada sete vezes. Embora comemore o sucesso, a atriz destaca ter sido trabalho árduo: “Não foi fácil. Não tive tempo de aproveitar a repercussão, porque ficava muito cansada. Gravávamos de segunda a sábado e, às vezes, até no domingo. Quando fomos fazer o último capítulo, gravamos por 24 horas sem parar”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sobre convite para atuar em uma novela em terras brasileiras, ela confirmou: “Meu empresário falou comigo, mas ainda não sentei para ver as coisas. Gostaria muito de trabalhar aqui (no Brasil)”. Além disso, ela aproveitou para elogiar Cauã Reymond e reafirmou a vontade de trabalhar com ele: “É belo e talentoso”.

Investindo na carreira musical, Gabriela rebateu os comentários de que estaria expondo demais a sensualidade em seus clipes: “No mundo há muito machismo. As mulheres precisam ter a autoestima alta, não depender de ninguém, pensar que sim, elas podem fazer e podem ir atrás dos sonhos”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio