Gabriel Reif fala de Jamaica, de Totalmente Demais: “muito querido pelo público”

O ator relembra o clima das gravações da novela das sete

Publicado há 4 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O jeito “paz e amor”, o temperamento tranquilo e educado de Jamaica, personagem de Gabriel Reif em Totalmente Demais, já entregam que o artista plástico é avesso às brigas e discussões. Apaixonado pela blogueira Lu (Julianne Trevisol), o rapaz faz de tudo para conquistar o coração da assistente de Carol (Juliana Paes).

É tão “low profile” que até concorda em “emprestar” Lu para se passar pela suposta namorada de Max (Pablo Sanábio) quando os pais do booker, muito conservadores, resolvem passar uns dias na cidade na companhia do filho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por essa e por outras que Jamaica segue firme na preferência do público e conquista novos fãs a cada dia. Tanto que a repercussão nas redes sociais surpreendeu o ator de 26 anos. “Tenho a sensação de que hoje em dia, até mais que na época da primeira exibição, as pessoas se identificam com esse arquétipo do Jamaica, uma pessoa do bem e que corre atrás de seus sonhos”, acredita.

As lembranças da época das gravações são muitas. Especialmente porque coincidiu com um momento único na vida do ator: o nascimento do filho Apolo, hoje com 3 anos. “Ele se tornou a pessoa mais importante da minha vida. Apolo me ensina muito todos os dias. Temos uma troca incrível de amor, cumplicidade e parceria”, conta.

Qual foi a sua reação ao ver que a novela voltaria à grade no cenário atual? Como é reviver aqueles momentos?

Feliz, a obra toda é uma mensagem linda. Rememorar as lembranças das gravações que tivemos é maravilhoso. Um verdadeiro vale a pena ver de novo!

Jamaica foi um personagem marcante na sua trajetória na tevê. Como você avalia esse trabalho?

Foi uma fase de muito amadurecimento, dentro e fora das gravações. Eu acompanho sempre que posso, ou quando meus seguidores e os da novela me marcam nas redes sociais. Eu amo rever tudo. Eu me divirto e me emociono assim como foi na época em que a gente gravava e corria para casa para assistir.

Você tem alguma lembrança marcante da época?

A união da equipe, dos colegas de trabalho foi algo que me chamou a atenção desde o primeiro momento e permaneceu até o final do trabalho. As cenas do Jamaica sempre eram divertidas. Também lembro da fase de preparação… Momentos inesquecíveis! O entrosamento de todos também reflete no sucesso da obra.

Você chegou a fazer algum trabalho de composição na época?

Sim, na época entrei em um grupo de artistas plásticos no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. Passei 15 dias convivendo com eles, aprendendo e respirando aquele universo. Além de artista plástico, Jamaica é o arquétipo do amor e isso é o que mais me cativa no jeito dele.

Como tem sido a repercussão do público através das redes sociais em relação ao personagem? O que as pessoas mais comentam?

Desde que estreou, cada vez mais alta. O personagem é muito querido pelo público e isso me deixa feliz. Tenho a sensação de que hoje em dia até mais que na época da primeira exibição. Noto que as pessoas se identificam com esse arquétipo do Jamaica, uma pessoa do bem e que corre atrás de seus sonhos. Também me perguntam muito se sou parecido com o personagem, se ainda uso dreads no cabelo…

Você se destacou como o Rominho de Malhação Sonhos e emendou Totalmente Demais. Além da repercussão com o público jovem, Totalmente também marcou a sua vida pessoal?

Foi como o Rominho de Malhação Sonhos que o público, especialmente jovem, começou a acompanhar a minha trajetória. Mas Totalmente Demais foi realmente muito especial por vários motivos, o principal deles foi que coincidiu com o período em que me tornei pai do Apolo (hoje com 3 anos). Ele se tornou a pessoa mais importante da minha vida. Uma troca incrível. Ele me ensina muito todos os dias.

Há algo que redescobriu nos tempos de quarentena ou novos hábitos e/ou habilidades adquiridas neste período?

Sigo a quarentena na Região dos Lagos, Araruama, no Rio de Janeiro, e acabei me reencontrando com o mundo do E-sports. Neste período, voltei a praticar e investir nos jogos eletrônicos.

Totalmente Demais é criada e escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, com direção-geral de Luiz Henrique Rios e direção de Marcus Figueiredo, Noa Bressane, Luis Felipe Sá, Thiago Teitelroi.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio