Fora do SBT, Mamma Bruschetta revela que precisou cortar gastos e complementar renda

Atualmente, ela está no ar Melhor da Tarde, da Band.

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aos 71 anos, Mamma Bruschetta está em busca de formas de diversificar sua renda. Ela está no ar no Melhor da Tarde, da Band, mas em razão da pandemia tem visto familiares em dificuldades e não tem como auxiliá-los.

Ajudo gente da minha família e alguns amigos que eu tentava dar uma força. Mas com essa pandemia e essa situação financeira precária, já não tenho podido fazer muita coisa por ninguém. Está tudo muito contadinho. Estou conseguindo manter o essencial“, contou em entrevista ao portal Notícias da TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao ser demitida do SBT, em outubro, sua primeira preocupação foi a família. No entanto, dois dias depois ela recebeu um convite de Cátia Fonseca. “Estar na Catia me deu um alento. Não sou contratada da Band, ganho um cachê de participação duas vezes na semana, na quarta e na sexta-feira. É com esse cachê que estou sobrevivendo. E eu tenho um alívio de estar no ar e ter mais oportunidades de tentar algo por fora”, avaliou.

Com a renda da Band, ela precisou reduzir gastos. “No fim do mês, o que eu ganho é exatamente 10% do que eu ganhava antigamente“, desabafou. Com isso, foi preciso cortar despesas com familiares, já que ela sustentava três famílias. Ela também precisou dispensar seu assessor de imprensa e amigo, Thiago Nielsen.

Mamma Bruschetta está disposta a trabalhar mais e, para isso, está em busca de formas de completar a renda. Plataforma de vídeos é uma das alternativas. “Quero ver se esse canal vai me dar mais alento. Vou fazer algumas modificações e voltar com ele, com certeza, ainda neste mês“, adiantou.

Além do YouTube, ela está tentando investindo na carreira de influenciadora digital. “Estou tentando [trabalhar mais] conforme aparece um biquinho ali e outro aqui. Vamos tentando, mas está muito difícil. Minhas contas não fechavam. Mas a gente vai se esforçando”, ponderou. E concluiu: “Espero receber convites em que eu receba cachê. É o que sei fazer. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio