Flávia Alessandra fala sobre desafio de viver Helena: “É muito difícil não saber a índole da personagem”

Publicado há 9 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No próximo dia 27, vai começar Salve-se Quem Puder, a nova novela das 7. Criada e escrita por Daniel Ortiz, a trama, que tem direção artística de Fred Mayrink e será protagonizada por Deborah Secco, Juliana Paiva e Vitória Strada, conta também com a atuação de Flávia Alessandra, atriz que já trabalhou com o diretor em novelas como Alma Gêmea e Salve Jorge.

Definida pela atriz como uma mulher muito elegante e chique, Helena Santamarina é a personagem mais desafiadora na carreira de Flávia Alessandra. Em entrevista ao Observatório da TV, a atriz contou que quase desistiu de participar do folhetim devido à incerteza do caráter da personagem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Quando você pega uma personagem, você quer entender se ela é do mal, como a Cristina (vilã interpretada pela atriz em Alma Gêmea), mas é muito difícil você não saber a índole da personagem, ainda mais por conta de ter abandonado a filha, porque eu penso nas possibilidades e nada justifica uma mãe deixar a filha, não consigo encontrar uma desculpa, então ou essa mulher é de má índole, é do mal, ou tem alguma coisa que ela fez pra justificar isso, que é desconhecido pra mim”, disse.

Na história, que substituirá Bom Sucesso, Helena é uma empresária bem sucedida, dona do Empório Delícia. É casada com Hugo (Leopoldo Pacheco) e tem dois enteados, Téo (Felipe Simas) e Micaela (Sabrina Petraglia), com quem se relaciona como filhos legítimos. No entanto, Flávia ressaltou que a personagem tem algo para resolver com o seu passado.

“Em algum momento do passado ela deixou uma filha para trás. E sumiu do nada, mas por que ela sumiu? Isso que eu queria saber”, brincou a atriz que explicou por que pensou em desistir de compor a personagem.

Foram grandes conflitos pra mim quando li a sinopse e vi que ela deixou a filha. Aí eu falei com o Fred (Mayrink) de novo, com o Daniel (Ortiz), com o Silvio (de Abreu) e aí eu entendi que isso era um subsídio muito bom para eu aceitar e pela primeira vez, estou fazendo um papel que de fato, não sei o porquê.”

Não sei a índole dela e está sendo curioso e desafiador“, confessou Flávia Alessandra, que adiantou que em muitas cenas a personagem ou o marido lembrarão que ela não pode voltar para o México para socorrer Téo pois há algo que ela fez por lá no passado.

Isso faz com que na minha interpretação exista um lado sombrio, mas deixo a possibilidade de que pode ser qualquer coisa, porque não sei se é do bem ou do mal”, explicou a atriz, que na trama vai conviver com a filha abandonada, Luna (Juliana Paiva), sem saber que é ela.

A Luna volta com outra identidade, a Fiona, vai ser fisioterapeuta do Téo e acabará virando nora da Helena, mas ela não reconhece, só que tem sempre uma estranheza muito grande entre elas, alguma coisa que bate e que incomoda, mas não sei dizer o que é”, declarou.

Flávia também deixou claro que sofrimento não vai faltar para Helena. “Ela sofre pelo que ela fez, que eu não sei o que é, mas sofre por ter deixado a filha, por algo que o marido sabe, mas não chora, não quer falar sobre o assunto e eu não sei por que. É muito louco”, disse.

Tudo em cima!

Questionada sobre a boa forma aos 45 anos, Flávia Alessandra respondeu que conta com a ajuda de exercícios físicos para manter a aparência, mas que também se dá o direito de cair na tentação.

A gente tem que buscar o equilíbrio pela vida, mas a fraqueza continua lá existente”, brincou a atriz, que confessou sair da dieta apenas aos finais de semana, embora sempre acabe rolando uma ‘escorregadinha’.

“Minha busca é sempre pelo bem estar, a vida inteira. Sou uma pessoa que como de tudo, gosto de comer, tento o equilíbrio, principalmente com carne vermelha, que como duas vezes por semana e faço atividade física, treino, yoga, senão trilha, dança, vou variando”, contou.

Em relação à idade, Flávia alegou que chegar aos 40 influencia, mas argumentou que as mudanças foram bem específicas e que por isso precisou reforçar as atividades físicas. “Acho que mudou a questão do colágeno, massa magra, aí a gente tem que intensificar musculação, é o que vai diferenciar, não pra ficar sarada, mas pra não sentir dor.”

É importante demais, o músculo tem memória“, disse a mulher de Otaviano Costa, que garantiu sentir-se uma mulher feliz. “Sempre fui feliz. A gente se descobre feliz da forma que é e com o que tem. A única coisa que eu mudaria em mim é meu tamanho, mas não dá pra mudar, então vamos lá”, disse a atriz, que revelou não ter enfrentado crise pela idade.

“A única crise que tive foi profissional, quando entrei na faculdade pra fazer Direito, poruqe minha carreira não decolava. Depois, no fim de tudo, graças a Deus, fui chamada pro contrato, mas a crise que eu tive foi essa de pensar que não conseguiria viver do que mais amo, que é atuar, e ter que virar advogada pra me sustentar. Foi uma grande crise”.

Ainda durante o bate-papo, Flávia Alessandra comentou sobre a volta de seu cabelo curto. Ela afirmou que adora o visual que adotou. “Sou muito suspeita e meu marido também, ele me elogia. Eu até queria um pouco mais radical. Quando acabar a novela, vou dar uma raspadinha e deixar ele mais blond. É uma delícia, prático e rápido”.

Ao ser indagada sobre procedimentos estéticos, Flávia não fez questão de esconder que já recorreu ao botox e contou que realiza sessões de laser para a pele, mas negou que seja por paranoia. “É algo saudável”, assegurou a atriz, que confessou não se assustar com o envelhecimento, mas sim com a velocidade do tempo.

O tempo hoje passa muito rápido. Eu tive a impressão de que o ano passado teve uma velocidade. Não sei é porque a gente tá absorvendo mais informação e conteúdo, pelo corre-corre, mas lá atrás era outro ritmo, outra velocidade”, desabafou Flávia, que revelou que às vezes sente vontade de parar para ficar admirando as filhas.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais