Filha adotiva de Agnaldo Timóteo relata humilhações por parte da família dele: “Obrigação nenhuma”

Jovem de 14 anos falou ao programa Domingo Espetacular

Publicado em 16/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A adolescente Keyty Evelyn Timóteo abriu o coração a respeito de sua relação com o cantor Agnaldo Timóteo, falecido em abril deste ano, em entrevista à edição de hoje (domingo, 15) do programa Domingo Espetacular.

Ela revelou ter sido hostilizada por familiares do artista – em especial pelos irmãos dele, Cícero e Rutnete Timóteo, que teriam chegado a culpá-la pela internação de Agnaldo em 2019, quando ele sofreu um acidente vascular cerebral (AVC).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando meu pai estava em coma, o Cícero falou para mim que o Agnaldo não era o meu pai, que eles não tinham obrigação nenhuma comigo, que eu não era da família e que a culpa de o meu pai ter tido AVC  e estar no hospital era minha e da dona Zaia [mãe de criação da moça]. Fiquei abalada“, admitiu Keity.

Apesar do clima ainda pesado com os irmãos de Agnaldo – que tentam impugnar o testamento que a tornou herdeira de 50% dos bens do músico -, a adolescente de 14 anos comemora uma grande vitória: ter sido, enfim, reconhecida legalmente como filha adotiva de Timóteo.

Estou muito feliz! O meu sonho e principalmente do meu pai foi realizado, mesmo postumamente. Agora sou Keyty Evelyn Timóteo. Foi só alegria, só sorrisos e abraços. Eu tinha muito orgulho dele“, destacou a jovem.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio