Fernando Rocha admite tristeza pelo fim do Bem Estar: “Dá uma dor no coração”

Publicado há 2 anos
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A vida profissional de Fernando Rocha virou de pernas para o ar nos últimos tempos. Em menos de três meses, ele viu uma carreira de 30 anos na Globo e um esforço de dez anos para consolidar o Bem Estar nas manhãs da emissora serem desfeitos quase que num piscar de olhos.

Dispensado desde fevereiro pelo canal carioca, Fernando não nega que enxerga com tristeza a extinção do matinal, reduzido agora a um mero quadro do Encontro com Fátima Bernardes. “Uma equipe [fez o atração], uma equipe grande, de quase 40 pessoas, durante dez anos – dois anos só montando o programa, oito anos no ar. Dá uma dor no coração saber que o programa daquela forma deixou de existir”, admitiu, em entrevista ao programa TV Fama, da RedeTV!.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não obstante, ele garante que não se chateou por não ter podido se despedir do público antes de deixar de vez a bancada. “Alguns programas acontecem dessa forma. Sem mágoa. Na nova linha editorial do programa, eu não tive mais tempo de fazer aquelas dancinhas, aquelas aberturas… Então é normal que também não tivesse tempo de despedir”, amenizou.

De boa na lagoa

Rocha, aliás, também fez questão de garantir que a ruptura com a Globo se deu forma amigável e, acima de tudo, respeitosa. “Na verdade, eu vi que a situação estava mudando, que a linha editorial [do Bem Estar] estava mudando… O meu contrato ia até o final de setembro. Eles [a Globo] me propuseram um acordo. Eu recebi todo o meu salário até esse período com uma rescisão amigável. Uma situação muito tranquila.”

“[Não tenho] nenhuma mágoa, nenhum ressentimento. Pelo contrário. Eu estou muito feliz com os caminhos que estão se abrindo pra mim, com essas novas possibilidades”, garantiu.

Se ele acredita numa possível volta à emissora dos Marinho? “Nesse momento não existe nenhum modelo programa que me atraia. Mas no futuro, pode ser que as coisas mudem. Não posso dizer que não volto nunca mais”, despistou o jornalista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais