Fernanda Vasconcellos relembra demissão após Malhação e papel em A Vida da Gente

A atriz falou sobre o início de sua carreira

Publicado em 7/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Viver Ana em A Vida da Gente foi um grande desafio para Fernanda Vasconcellos. Além do acidente que a colocou em coma por anos, a atriz precisou mergulhar nos dilemas da personagem.

Em conversa com o portal O Globo, ela contou que assiste a reprise no horário das seis da Globo. “Acompanho a trama religiosamente. Esse trabalho me traz boas lembranças. Os conflitos não eram rasos. Foi um mergulho profundo para entender os dilemas. Pude realizar meu ofício de maneira plena e respeitosa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fernanda relembrou também o começo de sua carreira aos 13 anos como modelo para poder pagar a escola, após a demissão do pai. Ele comumente aconselhava a filha a pensar em um plano B. “Quase concluí o curso de Direito, mas abandonei a faculdade quando passei numa seleção para ‘Malhação’, em 2005″, disse.

E completou: “No fim da temporada, renovaram o contrato de vários atores, menos o meu. Fiquei mal à beça. Achei que o problema era comigo. Demitida, fui convidada para participar da novela ‘Páginas da vida’, de Manoel Carlos. Aí, as coisas foram caminhando, evoluindo. Mas até hoje faço testes que não sou aprovada. É uma profissão incerta.”

Além de A Vida da Gente, Fernanda também pode se ver em Coisa mais linda, série da Netflix na qual ela dá vida a cantora Lígia. “O maior legado que esse trabalho me deixou foi que se expressar é um direito humano, não um privilégio. Ao falar, a pessoa existe, coloca para fora as angústias, independentemente de estar agradando ou não“, avaliou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio