Faustão critica divisão política do país: “O Brasil não tem tempo de ficar com palhaçada”

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição deste domingo (11) do Dança dos Famosos, quadro do Domingão do Faustão, Fausto Silva resolveu conversar com Antonio Calloni, que estava como um dos jurados da atração, sobre a divisão política que aconteceu no país por causa das eleições.

“Você acha que o brasileiro, que tá na hora de pensar que democracia é assim? Ou seja, venceu um candidato, você tem que rezar pra dar certo, porque o Brasil não tem tempo de ficar com palhaçada, pelo contrário, nós temos 500 anos atrasados, a oposição tem que ter responsabilidade… Tem que tocar a vida”, iniciou o comunicador.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Saiba mais: Domingão do Faustão prepara comemorações para celebrar 30 anos em janeiro

“Agora se todo mundo ficar se apegando aos seus partidos, aos seus conchavos, nós não vamos chegar a lugar nenhum, né? Aprender a discordar, aceitar a opinião dos outros”, analisou o artista.

“Que difícil isso, hein? Você já disse tudo, democracia. Eu acho que agora a gente tem que torcer para dar certo, sem dúvida nenhuma, aplaudir o que ele fizer de bom, e criticar o que ele fizer de ruim, e ter a possibilidade de reivindicar, de maneira pacífica, firme, porém pacífica. A gente tem que ficar vigilante, e não ser contra, mas vigilante. A liberdade acima de tudo”, rebateu o ator.

Leia também: Após polêmica de Silvio Santos, Faustão manda indireta ao vivo

“Aí que você vê o cara sereno, que é seguro do que faz, é o tipo de colocação, gente que tá pensando no melhor para esse país. Tem que deixar, pela primeira vez, o interesse desse país acima dos interesses individuais, porque ladrão chega”, concluiu Faustão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio