Fátima Bernardes relembra reportagem de lançamento da GloboNews pelo Jornal Nacional

Apresentadora entrevistou Aline Midlej, a nova apresentadora do Jornal das Dez

Publicado em 5/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fátima Bernardes entrevistou Aline Midlej na edição desta segunda-feira (5) do Encontro. A jornalista do GloboNews assumirá, a partir de hoje, o Jornal das Dez. E no bate papo, a apresentadora relembrou a reportagem que fez para o Jornal Nacional sobre a estreia do canal de notícias.

Eu me lembro que eu fiz o lançamento da GloboNews para o Jornal Nacional. É muito engraçado a gente rever. Tem a Renata Vasconcellos e a galera que ia botar o GloboNews no ar. Você era adolescente nessa época?“, questionou Fátima a sua entrevistada. “Nem tanto“, respondeu Midlej.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O GloboNews estreou às 21 horas do dia 15 de outubro de 1996, com diretora-geral de Letícia Muhana e o telejornal Em Cima da Hora, apresentado por Eduardo Grillo e Renata Vasconcellos.

Agora, 24 anos depois, direto do Rio de Janeiro o tradicional Jornal das Dez ganha um novo cenário, mais moderno e tecnológico, com um novo telão, que se formará de forma inédita – tecnologia a serviço da informação. O público também poderá conferir totens que ampliam a comunicação, mostrando as principais imagens do dia.

A dinâmica do novo ambiente foi pensada para informar e garantir agilidade, sem deixar de lado a beleza. Já o time de comentaristas, formado por Demétrio Magnoli, Guga Chacra, Carlos Alberto Sardenberg, Flávia Oliveira, Gerson Camarotti, Merval Pereira, Ana Flor e Mônica Waldvogel ganha o reforço de Giuliana Morrone.

Em entrevista divulgada pela Globo, Aline Midlej adiantou quais novidades o telespectador pode esperar com a sua chegada no jornal. “Quero manter uma rotina de gravações externas, reportagens que tragam perspectivas diferentes e mais próximas dos assinantes.

Para a semana de estreia, passei uma manhã na Fiocruz com um dos maiores cientistas do país e um dos grandes nomes mundiais da vacina.  A missão é falar sobre o patrimônio humano por trás de cada agulha que tem levado esperança para os braços dos brasileiros neste momento da pandemia“, adiantou.

Em recente conversa com o colunista do Observatório da TVChristiano Blota, a jornalista relembrou o início de sua carreira. “Fui aprovada num programa de estágio concorrido da TV Globo, em 2005, e nunca mais sai do meio. Nunca tinha projetado a carreira como ela acabou se dando, mas olhando hoje, faz todo o sentido“, ponderou.

E completou: “A câmera é como uma velha e querida amiga, que parece de outras vidas. Depois de 11 anos, voltei à Globo como âncora do Edição das 10h, na GloboNews. Nesse período passei pelas principais redações de TV, viajei muito. Ampliei perspectivas”, disse. Para ler a entrevista completa, clique aqui.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio