Fantástico escancara investigações contra Luciano Hang, “queridinho” do SBT que pediu a cabeça de Rachel Sheherazade

Empresário é investigado por suposto envolvimento em financiamento de Fake News

Publicado há um mês
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite deste domingo (31) o Fantástico levou ao ar uma longa reportagem que detalhou as investigações do inquérito das Fake News, realizadas pelo Supremo Tribunal Federal e pela Polícia Federal contra blogueiros e empresários aliados ao presidente Jair Bolsonaro.

E nela, Luciano Hang, dono da popular lojas Havan e investidor fiel de anúncios milionários na programação do SBT, aparece no inquérito com base nos depoimentos da CPMI das Fake News.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O homem que se veste de verde e amarelo e é paparicado por Silvio Santos, Patricia Abravanel, Celso Portiolli, Eliana, Raul Gil, Ratinho, Danilo Gentili e Roberto Cabrini, se junta a Edgar Gomes Corona, dono da marca SmartFit, também apontado no financiamento desses crimes.

A reportagem do Fantástico também diz que “não é a primeira vez que Hang tem problemas na Justiça com Fake News”. Em outro processo, Luciano Hang foi condenado em primeira instância a indenizar o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, por ter publicado uma informação falsa sobre ele.

Estima-se que o empresário invista em torno de R$ 80 milhões somente no SBT. Em 2019 Luciano Hang pediu a cabeça da jornalista titular do SBT Brasil Rachel Sheherazade após criticas feitas por ela em seu canal no YouTube e uma troca de farpas no Twitter. No entanto, a jornalista foi punida e não apresenta o telejornal às sextas. Bizarro!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais