Exilados criticam aliados de Pyong Lee na Ilha Record: “Um bando de figurante sem personalidade”

Lucas Selfie assume que achava que Pyong era um bom jogador, mas mudou de opinião

Publicado em 21/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após descerem para o exílio, os exploradores da Ilha Record começam a ter outra visão do jogo, afinal conseguem enxergar o outro lado, principalmente as estratégias dos seus rivais. O alvo da maioria dos exilados é Pyong Lee e cada movimento dele está sendo bem observado.

Lucas Selfie foi uns do que falou de como sua visão mudou. Para ele, Pyong era um grande jogador, mas viu que boa parte da fama deve-se aos seus aliados que não conseguem enxergar o óbvio: “Eu saí com essa visão, tipo, put* jogador, que raiva perdi pra ele, tá contra meu time, beleza”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Quando comecei a ver o vídeos que você vê o jeito que ele faz, fala com as pessoas, parece que o programa gira em torno dele, lá em cima é um bando de figurante que entregou a parada pra ele. Que ninguém tem personalidade e ele dá risada na cara de todo mundo, de quem tá com ele, quem tá contra ele. E é prepotente 24 horas por dia” finaliza o discurso sobre Pyong.

Lucas ainda falou sobre o que acha de Antonela, pessoa que ele está com muita raiva, principalmente devido à maneira que ela trata as pessoas da casa: “Ela tá junto com ele, as paradas vão respingar nele. Ele sai de manipulador“, mas ninguém vai fazer nada contra ela.

Confira a cobertura completa de Ilha Record no Observatório da TV e em nosso canal no Youtube

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio