Ex-Pânico assume homossexualidade e desabafa sobre fim de personagem na Band: “Ou era isso ou nada”

Publicado há um ano
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Diego Becker, ator e comediante que integra o programa Melhor da Tarde, apresentado por Cátia Fonseca na Band, assumiu publicamente sua homossexualidade durante a Parada LGBTQ+, no último domingo (23). Em entrevista ao Grupo Observatório, o artista contou estar estar livre de questões internas que o impedia de tratar o assunto abertamente. Becker também falou sobre o impedimento de seu personagem Paula Ayala no programa, por determinação da própria direção da emissora.

Questionado se o período eleitoral de 2018 contribuiu para que as pessoas buscassem se informar melhor sobre o assunto, Diego Becker explica: “Ao mesmo tempo que as pessoas estão mais informadas, tem muito preconceito vindo do outro lado, mais do que nunca nós temos que ir às ruas e assumir nossas questões. Questões essas que eu tinha até pouco tempo e agora não tenho mais, sou assumido mesmo. Se eu não me posicionasse, eu percebi que eu vinha em um caminho meio esquisito. Como eu trabalhava no Pânico, parece que eu tinha ‘praticar o coito’ na frente da pessoas para que elas acreditassem que eu não era gay. A necessidade de um evento como este, também é para que sejamos felizes, resistentes, do contrário a gente murcha e sucumbe“, explicou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2018 Diego Becker foi obrigado –por determinação da alta cúpula da Band– a abandonar o personagem Paula Ayala, interpretado desde os tempos em que o ator integrava o elenco do programa Pânico na Band, extinto em dezembro de 2017.

Ator Diego Becker foi obrigado a abandonar o personagem Paula Ayala no Melhor da Tarde (Reprodução: Band)

De acordo com informações apuradas pela equipe do Observatório da Televisão, a ordem partiu diretamente de uma das poderosas da família Saad, dona do Grupo Bandeirantes, que acompanhava o programa de Cátia Fonseca e teria ficado incomodada com a presença de uma figura travestida e de apelo sexual no horário vespertino. A ligação com a ordem foi imediata e Diego Becker trocou de personagem no programa seguinte, passando a interpretar Casemiro Amado, que ilustra um produtor e faz alusão aos colunistas de fofoca dos programas de televisão. Paula Ayala, no caso, não voltará ao programa.

O fim da personagem no Melhor da Tarde foi visto por alguns funcionários como uma decisão preconceituosa, retrograda e conservadora.O profissional explicou como tudo aconteceu e como está a sua situação atual na emissora. “A Cátia Fonseca e o Riccó [diretor] são super acolhedores. Eles me deram a oportunidade e quando disseram que tinha que trocar o personagem, troquei do dia para o outro. Paula Ayala não rolou, mas criei outro personagem que está sendo muito bacana“, disse.

E completou: “Não chegou até mim diretamente o fato de que teria que sair o personagem do programa. A principio, quando recebi a notícia eu pensei: ‘Acho que eu não quero mais fazer [o programa]’. Eu achava que poderia render muito ali, até mesmo com o Evandro Santo, mas ele saiu e foi para a A Fazenda. Talvez a personagem não combinasse com o horário, poderiam aproveitar a gente para um programa novo, mas não rolou. Então, fizeram a proposta e pediram para eu pensar em outra coisa, eu fui para a casa e criei outra coisa. Ou era isso ou não era nada“, finalizou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio