“Eu não fui impedido de pisar na TV Gazeta”, diz Dicésar sobre boatos

Publicado há um ano
Por André Júnior
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo a jornalista Fábia Oliveira do Jornal O Dia, o ex-BBB Dicésar foi o protagonista de toda uma história envolvendo uma série de fofocas, que aconteceram após sua participação no programa Mulheres, da TV Gazeta em 2018. De acordo com a publicação, o maquiador teria espalhado inverdades sobre Guilherme Uzeda, que interpreta a personagem Tia no vespertino, dizendo que ele falava mal de Regina Volpato nos bastidores.

Tais fofocas teriam então impulsionado a demissão de Uzeda. No ano passado, o ator inclusive fez uma publicação no Instagram contando que estava saindo do atual trabalho e chocou muitos fãs do Mulheres. Hoje, Guilherme continua no quadro de apresentadores da atração. Já Dicésar, permanece há 10 meses A Tarde é Show, apresentado por Nani Venâncio na Rede Brasil.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Procurado pelo Observatório da
Televisão, Dicérsar falou sobre o ocorrido: “Dentro do programa todos me
tratavam muito bem e nos dávamos muito bem. A personagem Tia é incrível, mas
durante 6 meses (período no qual participei do programa) surgiram rumores de
que um falava mal do outro pelas costas. E é claro que isso nos causou um
grande mal-estar, mas nós não tentávamos ignorar”.

“Eu nunca fui um contratado, eu
era um ‘participante especial’, uma forma de comodato – eu divulgava meu nome e
minhas peças de teatro e em troca eu fazia parte do quadro de fofocas para
ajudar na audiência do programa. Eu nunca ganhei uma moeda no Mulheres, nenhuma mesmo.”

Veto na TV Gazeta

Sobre o afastamento de Uzeda do
programa, o ex-BBB relata que não teve nada a ver com a situação.  “A decisão de afasta-lo foi de
superiores, eu não tenho nada a ver com isso. Alguém decidiu me pegar para
Cristo e agora que ele retornou ao programa, decidiram me apontar como pivô de
uma confusão.”

“Eu sempre ouvia do diretor
do programa que eu iria ser efetivado, todos os meses. No final do mês e ouvia:
‘Olha tá muito legal, estamos indo bem, você será efetivado’, mas o tempo
passou e nada. Esta foi a única coisa que me deixou triste, mas o diretor do
programa e toda a equipe foram uns amores comigo. Eu não fui impedido de pisar
na TV Gazeta como alguns sites anunciaram sem antes me procurar. Eu estava na
Gazeta em janeiro, inclusive. Eu fui negociar uma contratação, mas a ideia não
decolou. Eu já fui hoje mesmo ao Fórum com o meu advogado e as medidas cabíveis
serão tomadas. Inclusive, hoje também, eu perdi o contrato de duas peças que
faria no Paraná por causa desses boatos”, lamentou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais