“Eu exagerava na bronca”, confessa Roberto Justus sobre fama de carrasco em O Aprendiz

Publicado há 3 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Convidado do Programa Raul Gil exibido neste sábado (02), o apresentador Roberto Justus participou do quadro Pra Quem Você tira o Chapéu, e fez elogios à Record TV, com a qual não renovou contrato recentemente. O ex-apresentador do Power Couple Brasil, explicou que a emissora acreditou nele como apresentador de O Aprendiz, algo que até então ele não pensava em se tornar:

“Obviamente tiro o chapéu para a TV Record porque foi a emissora que lá em 2004 fez uma ligação para mim dizendo que eu tinha todo o perfil para fazer um programa de televisão que era um sucesso nos Estados Unidos, que era O Aprendiz, cujo apresentador lá, o Donald Trump hoje é presidente”, iniciou ele, que ainda explicou como aconteceu o convite:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Pedro Bial comenta importância de Serginho Groisman no Conversa com Bial

“Me convidaram dizendo: ‘Você é líder de mercado no setor que atua, você tem boa aparência para televisão, é um cara admirado na publicidade, e podia ser o apresentador’. Percebi que o programa poderia ajudar muitas pessoas, empreendedores, jovens que queriam entrar no mundo dos negócios.”

Raul Gil comentou que ele precisava ser um pouco ator, pois fazia um grande drama durante as eliminações, e ele explicou: “Não é ser ator, mas você está certo numa coisa porque as pessoas começaram a ficar com medo de mim. No trabalho você tem que estimular as pessoas, ser rigoroso na exigência, mas tratar bem. No programa lá, eu nunca fui desumano com eles, mas fui muito duro, mais do que sou na vida real, aí entra um pouco de atuação. Eu exagerava na bronca, na exigência justamente para ver como as pessoas reagiriam à pressão”, disse sobre sua fama de carrasco na atração.

Leia também: Bianca Rinaldi conta que sua personagem em Malhação não se envolverá com aluno

Justus explicou que a Record permitiu que ele se desenvolvesse apresentando programas, mesmo depois de ter sido contratado do SBT por dois anos: “A Record fez isso comigo, me recebeu de volta depois de ter estado no SBT por dois anos onde fiz o Topa ou Não Topa e o Um Contra Cem. Lá refizemos O Aprendiz, fiz A Fazenda, principal reality show deles, fiz o Power Couple, e foi muito legal. Quis o destino que nós não continuássemos, saí de lá mas vou continuar tirando o chapéu para essa emissora maravilhosa que é a Rede Record”, elogiou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio