Estrela de Arcanjo Renegado, Marcello Melo Jr elogia a série: “uma qualidade espetacular”

A produção estreia na Globo nesta quinta (4), depois do BBB 21

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Arcanjo Renegado, produção original Globoplay, estreia na TV Globo nesta quinta-feira (4), depois do BBB 21. A série é um thriller policial criado por José Júnior com direção de Heitor Dhalia, e conta a história de Mikhael (Marcello Melo Jr), líder da equipe Arcanjo e Primeiro-Sargento do Bope (Batalhão de Operações Especiais) no Rio de Janeiro.

Para ele, não existem desafios. Destemido e extremamente focado, Mikhael comanda a experiente equipe em arriscadas ações, que vão desde o combate ao tráfico de drogas em comunidades cariocas até missões especiais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Filho de um ex-policial, Sargento Afonso (Marcello Melo), Mikhael ficou órfão ainda criança quando o pai foi assassinado. Por isso, foi obrigado desde muito cedo a encarar as dificuldades da vida e se tornou cada vez mais introspectivo. Ainda assim, ele mantém uma forte ligação com sua irmã Sarah (Erika Januza).

Parceiro de Afonso na polícia anos atrás e hoje Comandante-geral da PM, Gabriel (Leonardo Bricio) prometeu ao amigo proteger e cuidar de seus filhos. Desde então, é considerado um guru por Mikhael, que não titubeia em aceitar seus conselhos e missões secretas.

Quando o filho da deputada Manuela Berengher (Rita Guedes) desaparece é a equipe Arcanjo quem fica designada a resgatar o rapaz. Além da obrigação de manter o sigilo da operação “extraoficial”, Mikhael não pode falhar. Mesmo contrariado, o Sargento conclui a operação com louvor. A equipe é condecorada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), após o sucesso da missão de resgate, e Mikhael prepara-se agora para a próxima missão.

Na entrevista abaixo, o ator Marcello Melo Jr fala sobre a série.

Como foi para você receber a notícia de que Arcanjo Renegado seria exibida na TV?

Recebi com muita alegria. Acho uma oportunidade maravilhosa para a grande massa assistir à série depois do sucesso no Globoplay. É um projeto bacana e de uma qualidade espetacular. Estava muito ansioso para que fosse exibido na TV. Acho que o público vai curtir muito também.

Qual o diferencial da série? Que elementos fazem de Arcanjo um produto especial?

O diferencial de Arcanjo é muito relacionado à construção que o José Junior estabeleceu imprimindo muita verdade no roteiro e tendo o apoio e a participação na obra de muitas pessoas que viveram e fazem parte daquela realidade diariamente. A série apresenta temáticas que estão no dia a dia dos brasileiros como polícia, política, a vida nas favelas. É muito gratificante poder retratar de forma tão verdadeira e próxima da realidade essa história, mesmo sendo uma obra de ficção.

Você fez um árduo processo de composição para viver o Mikhael. Como foi a sua preparação?

O Arcanjo foi uma forma diferente dos outros trabalhos porque eu interpreto o líder de uma equipe policial muito bem preparada e instruída e que necessita de uma preparação física e mental específicas para o tipo de trabalho que eles enfrentam. Então, tive que investir numa alimentação mais saudável mudando os hábitos alimentares. Foram três semanas de treinamento intensivo para aumentar o condicionamento físico com foco principalmente para as cenas de ação.

Mikhael é seu primeiro protagonista e também a sua estreia num projeto criado por José Junior. Como surgiu o convite para a série?

O José Junior me convidou durante um almoço. Já nos conhecíamos por conta dos projetos do AfroReggae e do Nós do Morro. E fiquei muito lisonjeado quando o Junior me contou que ao escrever a série pensou em mim para dar vida ao Mikhael. Eu me identifiquei de imediato com a história de vida do personagem. Na ocasião, também estava num momento da carreira que eu buscava desafios, algo que exigisse mais de mim. E o Mikhael foi perfeito nesse processo.

Como você define o personagem?

Eu defino o Mikhael como um brasileiro, um ser humano que busca fazer o certo dentro do possível num mundo em que muitas vezes a gente fica confuso em o que é certo e errado. Ele é um cara introspectivo e que não teve tanto afeto na vida, com uma passagem da infância para a adolescência muito conturbada e isso influencia bastante o psicológico do ser humano. Acredito que isso define muito o caráter e a índole dele. Mikhael tem determinação, foco, mas, ao mesmo tempo, tem um vazio dentro dele.

A série é bastante realista e aborda muitas ações do Bope em comunidades, além de outras situações recorrentes nas comunidades do Rio. Para você, que cresceu e viveu no Vidigal, o que significou interpretar essas cenas de ação no Complexo da Maré?

É simplesmente contar uma história de seres humanos singulares. Eu pude conhecer um pouco mais do lado humano da polícia, entender a função e a postura deles dentro do trabalho, o perigo da profissão. Por outro lado, sendo uma pessoa que veio de uma comunidade, também sabemos que é um movimento conduzido pelo sistema. Acima de tudo sou a favor sempre do respeito ao ser humano.

Arcanjo Renegado é um thriller policial criado por José Júnior, com direção geral de Heitor Dhalia e direção de André Godoi. A série será exibida sempre às quintas-feiras na TV Globo, após o BBB 21, e está disponível na íntegra para assinantes Globoplay na plataforma. A obra é uma coprodução do Globoplay e do Multishow com a AfroReggae Audiovisual.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio