“Está virando o mártir da situação”, afirma Letícia Spiller sobre polêmica de Marcius Melhem

Ela ainda disse que ele está virando o mártir da situação

Publicado há um mês
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos dias a acusação de assédio da atriz e humorista Dani Calabresa contra Marcius Melhem, tomou conta dos noticiários. Muita gente querendo entender o que aconteceu, enquanto muitos se pronunciaram sobre o caso.

Entre as grandes polêmicas envolvendo a acusação, o público questionou muito uma posição da TV Globo sobre o caso. Por incrível que pareça, a emissora citou a situação apenas na última terça-feira (8), durante uma matérias no Jornal Nacional.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E ontem também, a atriz Letícia Spiller deu uma entrevista para um programa da rádio PlayFm e foi questionada sobre o caso. Porém, a atriz surpreendeu o afirmar que achou estranho que as pessoas teriam demorado para denunciar.

Denúncia

“Eu tive a sorte de nunca ter sofrido esse tipo de coisa. Porque se eu tivesse sofrido, eu ia colocar a boca no mundana hora, não iria esperar quatro anos. Por um lado acho muito bacana que as mulheres tem mais voz, mas por outro acho que demorou muito pra fazer essa denúncia. […] Não concordo com essa demora em fazer essa denúncia tanto tempo depois. Quem tá vendo fica questionando por que demorou tanto a fazer essa denúncia”, disse.

Logo depois, a atriz foi interrompida pela jornalista Mônica Salgado, que corrigiu a fala dela e avisou que a denúncia havia sido feita internamente quando o caso aconteceu. “Teve vários casos de várias pessoas diferentes, não só o Marcius. O Marcius está virando o mártir da situação, mas tiveram muito outros casos na empresa”, afirmou Letícia.

Letícia Spiller ainda comentou sobre quando conheceu Marcius e afirmou que ele é uma pessoa muito querida. “Conheci o Marcius e ele nunca me pareceu uma pessoa que fizesse algo tão agressiva. É uma pessoa muito querida. É duro receber uma notícia de uma pessoa querida, de bom coração. Mas acho que as mulheres têm de ter coragem para falar. Esse tipo de coisa não pode existir”, sentenciou.

Confira a entrevista completa:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio