Episódio envolvendo Waack é citado em aula da ministra Cármen Lúcia

Publicado há 3 anos
Por Philippe Azevedo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O episódio do jornalista William Waack, afastado de suas funções no Jornal da Globo após fazer um comentário racista, virou assunto em uma das aulas da ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, no curso de Direito da PUC-MG no último sábado (11). As informações são da jornalista Cristina Padiglione.

De acordo com a publicação, a declaração de Waack foi levantada por um dos 70 alunos, enquanto discutia-se sobre a decisão do STF em derrubar a nota zero das redações que ferissem os direitos humanos no Enem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A ministra afirmou que é “preciso ter muito cuidado com que se diz hoje em dia”, pois, mesmo sem querer, pode gerar um clima contrário à “tolerância e à liberdade de expressão”.

Globo definirá futuro de William Waack em 2018

Cármen Lúcia lembrou inclusive uma frase dita por ela em uma entrevista à Globo News. Na época, a presidente do STF disse que “os integrantes do tribunal não eram autistas”. Organizações e associações imediatamente se revoltaram contra a declaração de Cármen, que pediu desculpas.

“Recebi manifestações – justas e motivadas – de que o uso era indevido e poderia ser interpretado como ofensivo. Diante da repercussão, sei agora que não poderia ter feito uso da palavra, pois poderia ensejar má interpretação”, concluiu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio