Encontro fala sobre programa do governo de abstinência sexual e a web se manifesta

Publicado há 9 meses
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta terça-feira (28) do Encontro com Fátima Bernardes, um dos assuntos debatidos foi o programa do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos que deve ser implantado nas escolas com o intuído de estimular a abstinência sexual.

A plateia do matinal recebeu um aparelho para votar se a ação será
eficaz ou não. 41% escolheu o sim e 59% o não. Dois jovens que tinham opiniões
diferentes foram chamados pela comunicadora para debater a polêmica.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A comunicadora também não fugiu de dar a sua opinião. “Não dá para focar só no adiamento porque em tese, todas as famílias já falam sobre isso. Eu não conheço uma família que chegue em uma criança de 13 anos e diga: ‘Vai lá, está na hora de iniciar a sua vida sexual’. As meninas que não têm essa liberdade talvez façam escondido”, analisou a famosa.

“Quando a gente fala de política pública, temos que imaginar: ‘O que eu ofereço em troca para esta jovem não achar que essa é a melhor coisa a fazer nessa fase da vida?’”, refletiu a estrela.

“Tenho que ir nas comunidades e oferecer lazer, esporte e atividades para que eles pensem: ‘Eu vou perder muito se eu engravidar agora’. É oferecer oportunidade de mudança. Se oferecer só isso [adiamento] é pouco. A gente tem que ouvir isso, mas tem que cobrar mais”, pontuou Bernardes. Na web, as opiniões se dividiram.

Veja:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais