Em último episódio do ano, Globo Repórter visita Nova York

Publicado há 9 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nova York é o lugar do planeta com maior diversidade de povos e sinônimo de globalização. A “cidade que nunca dorme” também brilha nas telas de cinema em centenas de sucessos que emocionam espectadores de todo o mundo. No último Globo Repórter de 2019, que será exibido nesta sexta-feira, dia 13, o repórter Jorge Pontual mostra os encantos de bairros, parques e prédios que foram cenário para premiadas produções.

Apenas em 2018, 332 filmes foram gravados utilizando elementos de Nova York como pano de fundo. Em uma cidade onde mais de 130 mil pessoas trabalham diretamente com esse mercado, a prefeitura arrecadou mais de R$ 35 bilhões com impostos relacionados às produções.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos cenários mais conhecidos é o Empire State, que teve sua estrutura utilizada em filmes como King Kong, Caça Fantasmas e Homem Aranha. Quem anda por Nova York, não se surpreende se, ao dobrar uma esquina, esbarrar com a gravação de uma série e filme.

O programa explora o espetáculo que é a Nova York do cinema e do teatro. Fomos na Broadway ver de perto como funciona a engrenagem de um musical e visitamos, inclusive, um camarim pela primeira vez. É muito difícil obter uma autorização para esse acesso. Foi um programa muito prazeroso de fazer”, conta Jorge Pontual, que mora na cidade há 24 anos.

Cenas são gravadas em prédios, igrejas, pontes e, claro, no Central Park, região que os moradores utilizam para relaxar e esquecer os problemas do dia a dia. O Globo Repórter também visita o memorial e o museu em homenagem às vítimas do atentado ao World Trade Center, um episódio triste na vida da cidade, mas que é símbolo de superação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais