Em Sob Pressão, Bruno Garcia fala sobre seu personagem, que se assumiu gay: “Camadas mais complexas”

Nova temporada da atração estreia dia 12 de agosto

Publicado em 21/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No próximo dia 12 de agosto, Bruno Garcia volta para as telinhas na quarta temporada de Sob Pressão, da Globo. Agora, Décio, seu personagem, é o diretor do Hospital Edith de Magalhães e tem infindáveis responsabilidades diante do sistema de saúde problemático.

Em entrevista ao jornal Extra, Garcia fala sobre as mudanças ocorridas na trama. “Agora os médicos são responsáveis por um hospital de grande porte. As dificuldades de trabalhar em um sistema cheio de falhas continuam as mesmas, mas a escala aumentou significativamente”, explica.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Outra transformação vivida por Décio na série é de cunho pessoal. O médico se assumiu gay e agora apresenta facetas diferentes, que fogem do âmbito profissional na história. “A experiência de fazer uma série tão longeva quanto ‘Sob pressão’ é única, uma vez que temos a oportunidade de viver muitas fases de um personagem. Nós amadurecemos e envelhecemos com ele. Desde que Décio assumiu sua homossexualidade, passamos a vê-lo em camadas mais complexas“, pontua o ator.

Garcia acredita que o novo posto de Décio vai levá-lo a uma postura distinta da vista nas temporadas anteriores. “Sua ascensão profissional, assumindo a direção dos hospitais onde trabalha, revela seu crescimento interior. O desafio é representar as mudanças que isso causou em sua vida sem perder a essência de sua personalidade”, coloca o artista.

Sem foco na pandemia

Mesmo que o mundo esteja vivendo a pandemia do novo coronavírus e sofrendo todas as consequências impostas pela terrível doença, a nova temporada de Sob Pressão não usará a situação como objeto central da trama.

Segundo o diretor artístico da série, Andrucha Waddington, “Na quarta temporada, eles passam a trabalhar em um hospital de referência no Rio de Janeiro, mas que não recebe casos de Covid. Então, é uma temporada em que vemos a medicina voltando um pouco ao seu dia a dia, ainda com a pandemia como pano de fundo, mas com foco nas demais doenças e destacando também novos códigos sociais que acreditamos que entrarão na prática de todos“, afirmou o diretor.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio