Em crise, SBT corta 20% do orçamento previsto para todas as áreas em 2020

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda em um momento de crise financeira por causa do momento complicado da economia brasileira, o SBT determinou o corte de 20% do orçamento previsto para todas as áreas da emissora para o próximo ano de 2020. A medida é mais uma de várias que a emissora está tomando por conta da queda de arrecadação com publicidade nos últimos anos.

Segundo apurou o Observatório da Televisão, este corte de gastos não incluem demissão de pessoal, o que já foi feito neste ano para tentar equilibrar a conta. O valor cortado era usado para gastos dos departamentos, como realização de quadros, pagamento de prestação de serviço, entre outras despesas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por exemplo: a partir de 2020, a produção do programa Eliana, exibido nas tardes de domingo pelo SBT, terá menos 20% de dinheiro para gastar com sua produção em relação a este ano de 2019. O mesmo vale para a área de Recursos Humanos do SBT, que terá menos verba para o seu funcionamento.

Entre os anos de 2015 até 2018, o SBT teve uma redução em sua arrecadação publicitária de 13%, algo que é sentido agora pela emissora. Neste segundo semestre, profissionais do Jornalismo e Entretenimento foram dispensados. Alguns outros, sem perspectiva de investimentos, acabaram aceitando propostas de outros veículos.

Falando em investimentos, o SBT atualmente só tem um programa previsto para estrear ano que vem: a atração esportiva de Glenda Kozlowski, uma co-produção que irá ao ar nas manhãs de domingo.

O reality show que pode ser comandado por Dony De Nuccio ainda está em negociações avançadas para ir ao ar no SBT, mas tudo passa pela vendagem junto ao mercado publicitário. Contudo, vale lembrar que a novela As Aventuras de Poliana também foi esticada em mais um ano por economia.

Crise no SBT: emissora diz que não comenta questões internas

Eliana: produção de seu programa no SBT terá menos dinheiro em 2020 (Divulgação/ SBT)

A consultoria para os cortes são realizados pela Galeazzi & Associados, empresa que é especializada nesse tipo de assunto. Além de demissões, o SBT tem feito corte de gastos e poupado onde for possível. É o caso de artistas que tem contrato, mas não ficam o ano todo no ar, como Mamma Bruschetta e Carlos Bertolazzi.

Curiosamente, em 2019, o SBT obteve um crescimento em investimento publicitário do Governo Federal. Segundo relatório do Tribunal de Contas da União, divulgado na semana passada, a emissora recebeu 11,3% mais dinheiro entre janeiro e julho deste ano. Foram R$ 6,6 milhões, segundo a Secretária Especial de Comunicação Social (Secom).

Procurada oficialmente para comentar o caso pelo Observatório da Televisão, a assessoria do SBT afirmou apenas que “não comenta questões internas do Grupo Silvio Santos”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais