Em comunicado interno, Roberto Kovalick é anunciado como novo âncora do Hora 1 pela Globo

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Globo anunciou em comunicado interno que Roberto Kovalick, repórter da emissora e que já foi correspondente, como o novo apresentador do Hora 1 da Notícia no lugar de Monalisa Perrone. Ele assume na próxima segunda-feira (9). Até lá, Michelle Barros apresenta o telejornal.

A informação foi apurada pelo Observatório da Televisão. A Globo confirmou a informação em comunicado geral alguns minutos depois da publicação da reportagem. Será a primeira experiência de Kovalick como apresentador titular de um telejornal.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Até então, o jornalista apenas tinha substituído colegas apresentadores na função. Ele apresentou o SP1 e o Jornal Hoje. Roberto Kovalick tem uma vasta carreira na Globo. Ele está na emissora desde 1987, quando foi contratado pela RBSTV. A emissora é afiliada da Globo no Rio Grande do Sul.

Em 1990, virou repórter nacional ao se mudar para o Rio de Janeiro. Entre 2005 e 2016, foi correspondente internacional da emissora carioca. Passou pelos escritórios de Londres, Tóquio e Nova York. Em 2016, voltou ao Brasil e fez parte do núcleo de repórteres do Jornal Nacional em São Paulo.

Em comunicado interno inicialmente, e depois divulgado para a imprensa, Ali Kamel anunciou a entrada de Kovalick no seu telejornal. Kamel definiu Kovalick dizendo que ele era um dos maiores talentos na Globo.

Veja o comunicado da chegada de Roberto Kovalick no Hora 1 na íntegra:

“É com grande alegria que comunico que Roberto Kovalick, um dos nossos mais talentosos jornalistas, assumirá a bancada do ‘Hora 1’.

Roberto Kovalick conquistou o respeito de todos nós com uma carreira sólida e cheia de êxitos aqui e no exterior. Começou em 1987 na Rádio Gaúcha de Porto Alegre e, pouco tempo depois, se tornou repórter da RBS-TV, também de Porto Alegre. Suas reportagens passaram a ser exibidas no ‘Jornal Nacional’ e em outros jornais da Rede Globo e, em 1990, ele foi convidado para se transferir para a TV Globo do Rio de Janeiro, onde participou de coberturas marcantes como o sequestro do ônibus 174.

No ano 2000, foi transferido para a TV Globo de Brasília, para fazer reportagens investigativas. Cobriu momentos importantes da história recente, como as eleições de 2002.

Em 2005, Kovalick iniciou uma carreira de correspondente internacional que duraria mais de uma década. Seu primeiro posto foi em Nova York, onde cobriu, entre outros acontecimentos impactantes, a eleição do presidente Barack Obama, em 2008, e a grande crise econômica mundial.

Em 2009, foi convidado a inaugurar o escritório da TV Globo em Tóquio, onde ficou por cinco anos e teve, como cobertura mais marcante, o tsunami, que provocou o acidente nuclear de Fukushima, em 2011. Dias tensos em que tudo era difícil, a locomoção, as comunicações e também grandes os riscos para a própria segurança. O resultado foram reportagens que marcaram a história do jornalismo na Globo (Marcos Uchôa se juntaria a ele depois na cobertura, uma dupla de excelência).

Em 2013, foi transferido para o escritório da Globo em Londres, como repórter e chefe do escritório. Na Europa, cobriu eventos como a crise na Ucrânia, um conflito com a Rússia cujos reflexos são sentidos ainda hoje.

Comunicado sobre novo Hora 1 continua com desejo de sorte para Monalisa Perrone

Desde 2016, está na Globo de São Paulo, como repórter especial do ‘Jornal Nacional’ e apresentador substituto do ‘SP2’ e do ‘Jornal Hoje’.

Como âncora, leva para o H1 toda a sua experiência, sua clareza, seu texto impecável e sua grande capacidade de comunicação. Kovalick assume a bancada na próxima segunda-feira. A ele, todo o sucesso do mundo.

Ele substitui a jornalista Monalisa Perrone, que deixa hoje a Globo. Somos gratos à Monalisa por sua trajetória. Depois de uma carreira nas principais rádios de São Paulo, Monalisa chegou à Globo em 1999 para integrar o time de repórteres locais. Trabalhou em todos os telejornais da Globo e foi repórter do Jornal Nacional até novembro de 2014, quando assumiu a bancada do ‘Hora 1’ na estreia do telejornal. Por quase cinco anos, liderou o matutino com grande êxito. Monalisa esteve à frente das transmissões dos desfiles das escolas de samba de São Paulo nos últimos seis anos. A ela agradecemos a colaboração e desejamos sorte nessa nova etapa.

Kovalick assumirá a bancada na próxima segunda-feira. Até lá, o H1 fica nas mãos firmes e competentes de Michelle Barros.

Ali Kamel”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais