Elana define a Tribo Carcará do No Limite: “No meio do perrengue, o alto-astral prevalecia”

Finalista relembra os melhores momentos com a sua equipe

Publicado em 16/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na reta final do reality, os participantes comentaram como se sentem após o fim das gravações do No Limite e se aproximando da Grande Final, que acontecerá no dia 20 de julho, ao vivo. Nessa etapa é impossível não relembrar os momentos mais marcantes e, é claro, a Tribo em que ficaram.

Para Elana, ela não poderia ficar em uma tribo melhor, tanto no quesito provas como convivência: “Em questão de convivência, eu me considero a melhor. Essa eu mereço. Sempre que via alguém triste ou se a gente perdia alguma prova, eu tentava animar”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ela comenta que ficou chateada ao perder o show de Wesley Safadão, mas teve a ideia de fazer o seu próprio luau: “Eu queria chorar quando perdemos o luau com o Safadão, sou apaixonada por forró – e eu sabia que teria churrasco. Mas pensei ‘bora animar a tribo para amanhã estarmos renovados’. E no meio de tanto perrengue, o alto-astral prevalecia”.

Ela ainda revelou as prova qual mais gostou de ter participado: “A prova que me fez vibrar muito foi a de imunidade em que eu estava amarrada e que eu e Paula finalizamos a prova derrubando as latinhas. A gente tinha passado por uma noite horrível, a da tempestade. Outra prova que vibrei muito foi a que finalizei com a bolinha no cesto. A bolinha que acertei foi decisiva e trouxe a imunidade para a nossa tribo. Fiquei muito feliz”.

A cobertura completa de No Limite você confere no Observatório da TV e em nosso canal no Youtube

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio