Edvaldo, Albieri ou Leônidas: quem é o pai de Leo, O Clone?

Publicado há 8 meses
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das criações mais inspiradas de Glória Perez na teledramaturgia brasileira, sem dúvida, foi a novela O Clone, que desde dezembro o Canal Viva reprisa. Leo (Murilo Benício) é um clone de Lucas (também Murilo Benício), criado pelo geneticista Albieri (Juca de Oliveira) para suprir a falta de Diogo (outro personagem de Murilo Benício). Lucas e Diogo eram gêmeos e são afilhados de Albieri. Diogo era seu preferido e, com sua morte em decorrência de um acidente, o cientista juntou a fome com a vontade de comer e fez um clone do afilhado. Com efeito, desafiou assim limites éticos, morais e jurídicos.

Edvaldo, o pai na estrutura de família tradicional

Edvaldo (Roberto Bomfim) em O Clone (Reprodução/Canal Viva)

Na altura da novela que acompanhamos agora, nesse começo de março, Leo está afastado da família e dá notícias raramente. Passaram-se cerca de 20 anos desde os acontecimentos da primeira fase, quando Albieri fez o clone em sua clínica, despistando a vigilância de Edna (Nívea Maria) e Simone (Françoise Forton). Forçando a barra, ele também se fez padrinho de Leo, batizado como Edvaldo Leandro pela mãe, Deusa (Adriana Lessa). Isso em homenagem ao amado Edvaldo (Roberto Bomfim). Este seria então o pai da criança, gerada através de inseminação artificial.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Albieri, o pai que Leo tem como tal

Albieri (Juca de Oliveira) em O Clone (Reprodução/Canal Viva)

Criar um menino branco e bem diferente dela e de Edvaldo em todos os aspectos físicos gerou muitos comentários, intrigas ao longo de todo esse tempo. E prejudicou a própria união do casal, já que Edvaldo chegou a pensar que na verdade Albieri era pai do menino. Inclusive devido à quase obsessiva relação de proximidade que o cientista sempre teve com a criança. Só para ilustrar, Leo cresceu chamando Albieri de pai, uma vez que sempre o amara muito, como a um pai.

Leônidas, o pai biológico, por mais incrível que isso pareça

Leônidas (Reginaldo Faria) em O Clone (Reprodução/Canal Viva)

Mas não nos esqueçamos do componente genético da questão central de O Clone. O empresário Leônidas Ferraz (Reginaldo Faria), pai de Lucas e Diogo, teve seu material genético reproduzido em Leo, já que ele é um clone perfeito de Lucas. Ou seja, se forem levadas em conta as informações do DNA de Edvaldo Leandro, o rapaz na verdade pode ser considerado filho de Leônidas e sua esposa. Incrivelmente, essa mãe já era falecida havia anos quando Leo veio ao mundo…

O Clone mal passou de seu primeiro terço, uma vez que a novela completa tem 221 capítulos. Todos os aspectos da questão da clonagem humana e da paternidade de Leo serão ainda bastante discutidos na história. Mas isso não quer dizer que se possa chegar, passados quase 20 anos, a uma conclusão definitiva no caso de algo assim ocorrer na realidade. Quem é o pai de um clone humano? Como definir a identidade e a origem de alguém que é uma cópia de outra pessoa?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais