“É manipulada por um sistema”, afirma Claudia Di Moura sobre a Zefa de Segundo Sol

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar como a Zefa de Segundo Sol, Claudia Di Moura disse estar impressionada com a repercussão da personagem que vive na trama das 21h de João Emanuel Carneiro.

Leia: Segundo Sol: Zefa impede que Severo agrida Roberval e detona: “Você não merece nada de bom de mim”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O carinho das pessoas pela Zefa e por mim, Claudia, é impressionante. Fico muito emocionada e honrada. A TV nos deixa muito visada e, não estou acostumada com isso. Vou confessar, sou uma caipirinha”, disse a famosa à Patrícia Kogut.

Saiba mais: Segundo Sol: Laureta assume ser responsável pela morte brutal de Remy

Questionada sobre a mãe de Roberval (Fabrício Boliveira) e Edgar (Caco Ciocler), a estrela afirmou compreender os motivos que fizeram com que a empregada escondesse o envolvimento que teve com Severo (Odilon Wagner).

“A Zefa é uma mulher que tomou decisões muito erradas na vida, mas, que fez tudo por amor. Ela é manipulada por um sistema que a gente sabe que ainda existe. O que uma mulher preta e pobre poderia fazer contra um homem branco e rico?”, refletiu Claudia.

Segundo Sol: Laureta descobre que Roberval é traficante de diamantes

Nos próximos capítulos de Segundo Sol, Katiandrea (Camila Lucciola) será contratada por um funcionário de confiança de Roberval (Fabrício Boliveira) e verá a foto do milionário quando o celular do homem tocar.

A prostituta puxará assunto e descobrirá que o filho de Zefa (Claudia Di Moura) possui uma empresa de construção civil de fachada, já que na verdade realiza tráfico de diamantes. Ao voltar para o bordel, a quenga contará a novidade para Laureta (Adriana Esteves), que confrontará o inimigo.

“Você explora um bando de indigente lá pelas bandas da África, não é? Extrai as pedras e traz pra cá, tudo na cocó. Contrabando de diamantes”, apontará a cafetina.

“Você é mesmo abusada, quenga velha. Sabe por que é que você não tem prova nenhuma? Porque isso não é verdade. Vou te confessar: faço negócios com diamante, sim, mas nada ilegal”, dirá o irmão de Edgar (Caco Ciocler).

Diamantes da África? No mínimo, um negócio pra lá de polêmico…”, ironizará a megera. “Você não tem nada. Agora vai, volta lá pro teu pardieiro”, gritará o rico. A malvada ameaçará então revelar tudo para a imprensa e Roberval perguntará quanto ela quer para ficar calada.

“Meus negócios são dentro da lei, mas não gosto de me expor”, inventará Roberval, que aceitará pagar R$ 300 mil para a rival.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio