“É como entrar na faculdade mais velho”, diz Rafael Cortez sobre a Globo

Publicado há 4 anos
Por Philippe Azevedo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Consolidado como um dos destaques do Vídeo Show, Rafael Cortez fecha 2016 com boas previsões para o próximo ano. O humorista, de 40 anos, está na revista eletrônica da Globo desde março e revela que esperava integrar a atração mesmo ainda sendo contratado da Record.

“Quando comecei na TV, no ‘CQC” em 2008, sabia que se eu desse certo trabalharia um dia na Record, iria para a Globo e, muito possivelmente, entraria de cara já no ‘Vídeo Show’”, afirmou ao site Yahoo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda à publicação, Cortez disse que a Globo é como uma faculdade. “Fiquei feliz de entrar na Globo em meu nono ano de TV. É como entrar na faculdade mais velho, você aproveita mais. Se eu tivesse entrado mais moleque na Globo, teria feito mais merda, estaria mais vaidoso do que grato pela oportunidade.”

Mas, ao mesmo tempo, admitiu que é um desafio ser integrante do Vídeo Show. “Uma das coisas mais legais e difíceis ao mesmo tempo é a imprevisibilidade do programa. Todo mundo ali é meio pau pra toda obra, não tem nenhuma zona de conforto lá”, afirma. “Faço meu trabalho aqui com muito prazer e maturidade. Não passo de determinado limite, mas não porque alguém me disse ‘não pode’, mas porque hoje sei como se comporta uma TV grande, e eu estou na maior TV do Brasil.”

Ele aproveita para cutucar o programa concorrente, Balanço Geral, que frequentemente garante a liderança para a Record. “Sob muitos aspectos o programa está anos luz à frente da concorrência. O ‘Vídeo Show’ não baixa o nível, a qualidade não se compromete. Ele tem uma cultura, é uma atração com inteligência emotiva.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio