Doença de Júlio deixa Lola em pânico

Publicado há um ano
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Éramos Seis, Lola (Gloria Pires) está tão envolta nos problemas envolvendo as dificuldades financeiras da família, que não consegue perceber que a saúde de seu marido Júlio (Antonio Calloni) também é algo que exigiria sua atenção. É 1922, e a economia está em transformação. Para pagar as parcelas da casa que compraram na Avenida Angélica, em São Paulo, Lola ajuda o marido fazendo encomendas de tricô.

Júlio por sua vez trabalha em uma loja de tecidos, e almeja uma promoção para tirar a corda do pescoço quanto às dívidas. Ele começará a sentir dores e acaba escondendo da esposa, mas uma briga entre os filhos acaba gerando um colapso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A briga de Alfredo e Carlos

Tudo começa quando Alfredo (Pedro Sol) e seus amigos começam a jogar pedras no telhado do armazém de Antônio (Cássio Gabus Mendes) para atingir o galo dos quatro ventos que existe no local. Uma dessas pedras atinge uma vidraça, o que provoca a fúria de Shirley (Bárbara Reis), esposa de Antônio.

Como Carlos (Xande Valois) , filho mais velho de Lola e Júlio, estava no armazém naquele momento conversando com Inês, garota por quem é apaixonado, ele acaba levando uma bronca por tabela da tal mulher. “Mas isso não vai ficar assim. Pode dizer a sua mãe que minha vidraça tem que ser paga. Ela sabe muito bem me pedir fiado, mas tem que aprender a cuidar dos filhos que têm”, diz ela, deixando o menino sem graça.

Devido a isso, Carlos e Alfredo começam uma séria briga, e chegam em casa aos berros assustando os pais. Júlio separa os dois, e pergunta quem começou a briga. “Ou falam ou os dois levam uma surra de cinto”, diz ele bravo.

Ataque fulminante

Lola tenta colocar panos quentes dizendo que os filhos não
vão mais brigar, mas Júlio quer saber o que houve. Alfredo se defende dizendo
que bateu no irmão mais velho porque foi chamado de ‘Fedô’, e Carlos explode : “E é mesmo. Um fedorento de uma figa,
vagabundo! Fedô”
.

Nisso Júlio coloca Carlos de costas e lhe dá uma surra de
cinto para que não brigue mais com o irmão, mas sente uma dor tão forte que cai
no chão e de lá não consegue sair mais. Lola ajuda o marido a se deitar sob os
olhares assustados dos filhos. No dia seguinte, ele sente outra pontada mais
forte no estômago, e ela decide gastar todas as suas economias para chamar um
médico.

“Vai ter que escutar. Álcool pra ele é
um verdadeiro veneno. Dona Lola, me escuta com atenção! Se o seu Júlio não se
cuidar, não me responsabilizo pela saúde dele. Saúde só, não. Pela vida dele.
Seu marido vai morrer”
, diz o profissional assustando Lola e os filhos. As cenas estão previstas para irem ao ar no
capítulo 2, que será exibido no dia 01 de outubro.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo
diário e atualizado dos capítulos da novela Éramos Seis

Confira o
resumo dos capítulos das outras novelas
 da TV Globo, SBT,
Record TV e Band.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais