Discovery estreia The Wheel, série com cenas gravadas no Pantanal e na Amazônia

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dispostos a encarar os lugares mais inóspitos da América dos Sul, os seis participantes da nova série do Discovery assumem uma missão: sobreviver por dois meses na natureza selvagem, testando os limites da própria adaptação e submetendo-se a mudanças repentinas de ambientes.

A partir de 18 de junho, às 22h20, os “Domingos Extremos” do Discovery documentam as jornadas de cada um deles com a estreia de THE WHEEL. São oito episódios de uma hora que seguem os participantes em uma aventura solitária em busca de resiliência física e superação emocional.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Discovery Turbo estreia a produção local Classicomaníaco, com Paulo Loco

THE WHEEL apresenta um teste extremo aos conhecimentos e habilidades de sobrevivência a Shon, Adam, Kat, Josh, Lindsay, Luke. Cada um deles será deixado pela produção em um dos biomas: floresta tropical, montanhas, pantanal, tundra, planície seca e ilha. Antes que possam se acostumar aos desafios que cada ecossistema lhes reserva, eles serão transferidos para outro bioma, sem aviso ou periodicidade definida. Para completar o desafio, os seis devem passar por todos os habitats em um ciclo de 60 dias. Com eles haverá um sinalizador que indica a hora de recolher os poucos utensílios e rumar à nova “casa”.

Embora eles não saibam, a mudança de habitat é determinada pelas fases da lua. O número de dias em que ficam em determinado bioma é informado apenas aos espectador, enquanto os participantes ficam na expectativa, calculando provisões e planejando uma estada que não sabem o quanto durará.

Entre os equipamentos que levam em uma pequena mochila estão ferramentas básicas para corte de madeira, kit de primeiros socorros, garrafas de água, recipientes para cozer alimentos e uma rede de pesca. Além disso, eles levam um dispositivo de comunicação com a equipe de produção, que somente será acionado em caso de desistência.

Com a mudança de ambiente, todo o restante também muda: variações bruscas de temperatura exigem técnicas diferenciadas para a construção de abrigos; predadores com características os forçam a providenciar outros tipos de proteção; a comida e a água devem ser garantidos de novas formas. Assim, em provas sugeridas pela própria natureza selvagem, eles testam a capacidade de adaptação. Não há prêmios aos que chegarem ao final do ciclo.

Os participantes trazem suas próprias histórias pregressas de busca por superação: o jovem pai que curou-se do câncer, o ex-atleta que abandonou a carreira por conta de uma lesão, a modelo treinada pelo pai militar, o maratonista que quer oferecer a vitória pessoal ao amigo doente. Fome, desidratação e saudade – conviver com as privações, lidando com a solidão enquanto lutam pela vida, configura o desafio mais extremo para eles.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio