Deus Salve o Rei: Rei Otávio desdenha de Amália na frente de Afonso

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Afonso (Romulo Estrela) não vai deixar barato o avanço do rei Otávio (Alexandre Borges) e sua tropas, em Deus Salve o Rei, na Globo. O protagonista vai se encontrar com o vilão e levará sua amada Amália (Marina Ruy Barbosa). Porém, Otávio não tratará muito bem a futura rainha, por ela ser apenas uma plebeia. Confira.

“Afonso! Quem diria que eu o reencontraria como rei de Montemor! E, como de costume, acompanhado da mais graciosa plebeia de toda a Cália”, dirá Otavio, deixando Amália desconfortável. “O nome dela é Amália. Talvez o murro que lhe dei em seu castelo, em nosso último encontro, tenha lhe feito esquecer”, rebaterá Afonso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Vilã Catarina contrai a peste, em Deus Salve o Rei

“Jamais esquecerei como foi… indelicado comigo”, dirá Otávio. “Assim como eu jamais esquecerei como você foi um canalha traidor”, devolverá Afonso. “Veja pelo lado bom… no final das contas, tudo acabou dando certo. Todos conseguimos o que queríamos, não?”. Neste momento, Amália falará: “Nós estamos aqui justamente para lhe dizer que você acaba de perder o que conseguiu”.

“Acho que esta deveria ser uma conversa apenas entre reis”, desdenhará Otávio. “Como você bem sabe, Amália será, muito em breve, a rainha de Montemor”, afirmará Afonso. “Não deixem de me convidar para o casamento. Mas receio que o Conselho da Cália não reconhecerá jamais uma plebeia como rainha”, avisará.

“E quem é você para mencionar o Conselho da Cália? Não foi justamente uma decisão dele que você desobedeceu quando tomou à força terras de Artena?”, dirá Afonso. “O Vale de Laios me foi cedido pelo seu irmão, que o conquistou na guerra, assim como todas as terras de Artena. O Conselho não deveria interferir num acordo selado entre dois reis”, responderá.

“E o acesso ao Mar da Cália? Também fez parte desse acordo?”, indagará Amália, sendo irônica. “Ordene a retirada de todas as suas tropas dos territórios de Artena”, afirmará Afonso. “Imagino que se eu não atender seu pedido, você voltará em breve com seu exército”. “Não será necessário. Meu exército encontra-se, neste exato momento, diante de vosso castelo na Lastrilha”, revelará. “Você não ousaria!”, exclamará Otávio. “Se você não deixar Artena, ordenarei o ataque ao castelo”, concluirá.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio