Deus Salve o Rei: Procurando por bruxas em Montemor, Inquisidor enfrenta Afonso e Amália

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Inquisidor (Stênio Garcia) chegou a Montemor disposto a encontrar a bruxa que levou a peste para o reino, em Deus Salve o Rei, na Globo. Porém, ele enfrentará a resistência de Afonso (Romulo Estrela) e Amália (Marina Ruy Barbosa), que não gostam nada da presença dele. O religioso, por usa vez, não vai se intimidar e baterá o pé para permanecer em Montemor. Confira.

“É uma honra conhecê-lo, majestade!”, dirá. Para Amália, ele afirmará: “Nós já nos conhecemos… Só não sabia que você era a plebeia que fez o príncipe de Montemor abdicar do trono”. “Me chamo Amália, eminência”. “A futura rainha de Montemor”, complementará Afonso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Caçador de bruxas decide prender Amália, em Deus Salve o Rei

“A senhora ontem defendeu com muita veemência aquela mulher que estava sendo acusada de bruxaria… presumo que seja uma amiga sua”, falará o Inquisidor. “Eu não conhecia aquela mulher. O que não me impediu de defendê-la contra falsas acusações ou injustiças”. “Não há injustiças quando lidamos com bruxas”, rebaterá. “As normas do Conselho da Cália são claras a respeito da presença do Inquisidor em um reino. Ele só poderá abrir uma investigação a convite de um rei e uma rainha. E eu não lembro de ter feito qualquer convite à vossa eminência”.

“Dom Bartolomeu é conhecido em toda a Cália por fazer um excelente trabalho e por respeitar leis e regras de cada reino. Certamente sua vinda sem aviso prévio possui uma explicação”, apaziguará Gregório. “Existe uma exceção em que a presença do Inquisidor se faz necessária, mesmo sem um convite oficial de um rei”, dirá o religioso.

“Que exceção seria essa?”, perguntará Afonso. “A incapacidade de um monarca perceber que ameaças malignas pairam sobre seu reino”. “Não há ameaça alguma pairando sobre o reino, eminência”, dirá Romero. “E eu tenho total controle do que acontece em Montemor”. “Só Deus tem esse controle… E ninguém está acima d’Ele – nem mesmo vossa majestade”, falará o Inquisidor.

“Deus prega a tolerância e a justiça. Esperamos que o senhor, como religioso, faça o mesmo”, falará Amália. “E que fique ciente desde já: neste reino é proibido que qualquer pessoa seja queimada viva, independente de qualquer alegação”, avisará Afonso. “Não há bruxas em Montemor”.

“Então como vocês explicam a peste?”, perguntará o Inquisidor. “Não sabemos como a peste chegou ao nosso reino, mas temos certeza que não foi trazida por uma bruxa”, responderá o rei. “Eu não teria tanta certeza, majestade. De qualquer forma, se não há bruxas em Montemor, então não há razão alguma para temer minha presença. Estou certo?”, concluirá.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio