Deus Salve o Rei: Catarina dá primeiro passo para guerra contra Montemor

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segura de que Rodolfo (Johnny Massaro) é o responsável pelo atentado que o rei Augusto (Marco Nanini) sofreu, Catarina (Bruna Marquezine) decidirá iniciar uma guerra contra Montemor, em Deus Salve o Rei, na Globo. A vilã, inclusive, ordenará que todos os homens jovens e saudáveis passem a integrar o exército de Artena.

“Como já é do conhecimento de todos, o atentado ao meu pai, pelo que tudo indica, foi mesmo arquitetado pelo rei de Montemor. E nós precisamos responder à altura. Para isso, estou nomeando o novo chefe do exército. (…) Rômulo, um homem de confiança, que já está há anos conosco, assumirá, a partir de agora, o comando de nossas tropas. E sua primeira ordem é que trate de reforçar as nossas defesas”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Amália é provocada por Catarina e não deixa barato, em Deus Salve o Rei

“Alteza, é preciso prudência neste momento”, avisará Demétrio. “Aonde nos levou a prudência? Guarde os seus conselhos para o meu pai, Demétrio. Ah, perdão, eu quase esqueci… o rei está à beira da morte, e por causa de um assassino de Montemor!”, dirá de maneira sarcástica.

“Alteza, creio que a palavra que estamos evitando falar até o momento precise, enfim, ser dita. E com todas as letras. Estamos falando de guerra”. Eu não provoquei esta situação. Mas, se for para guerra que estamos caminhando, então precisaremos estar preparados para ela”.

“O vosso desejo é que determina o caminho trilhado por Artena”. “O meu desejo é tão somente que se faça justiça. E que Rodolfo pague por seu crime”. “Vossa alteza sabe que teríamos poucas chances numa investida contra Montemor”.

“Existem outras formas de debelar um inimigo. E, neste caso específico, não precisaremos mover um único soldado. Para atingir Montemor como nenhum outro exército seria capaz, basta que… cortemos o fornecimento de água”, dirá a princesa. “A água?!”, falará Demétrio surpreso. “Sim, a água. Vamos matá-los de sede. Mas, de qualquer forma, precisamos estar preparados para uma eventual retaliação”.

“Alteza, isso seria um massacre de inocentes, o povo de Montemor passaria sede, fome, perderia suas plantações, seu gado… pense bem!”. “Quem deveria ter pensado bem era Rodolfo, antes de ter feito o que fez. Bom, esta é minha ordem: cortem a água de Montemor”, concluirá Catarina.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio