Deus Salve o Rei: Afonso cai na conversa de Catarina mais uma vez

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Afonso (Romulo Estrela) foi investigar junto a Catarina (Bruna Marquezine) o paradeiro dela uma noite antes da morte da Mandingueira (Rosa Marya Colin), em Deus Salve o Rei, na Globo. Porém, a vilã saberá muito bem onde ele quer chegar com a conversa e vai conseguir convencê-lo de que esteve na igreja de Artena e não tramando a chegada do Inquisidor (Stênio Garcia) em Montemor. Confira.

“Catarina, eu lamento o que aconteceu. Amália agiu sem pensar e eu peço que você a perdoe”, dirá sobre uma briga causada pela futura esposa. “Depois de tudo que Amália passou, é natural que ela esteja nervosa… afinal, o povo se voltou contra ela… a chamou de bruxa!”. “Tenho certeza que o povo aprenderá a respeitar Amália como sua rainha. Essas acusações de bruxaria foram fruto de uma histeria coletiva, provocada pelo desespero diante da peste”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Afonso acerta contas com Selena, em Deus Salve o Rei

“Eu a defendi no julgamento, testemunhei a seu favor. Todos viram! Por isso fiquei tão surpresa quando ela me acusou de ter chamado Dom Bartolomeu!”. “Claro… nem havia como você tê-lo chamado, uma vez que ainda estava se recuperando e não podia sair do castelo”, jogará verde Afonso. “Na verdade, eu cometi uma imprudência. Eu saí do castelo por uma noite. Eu achei que fosse morrer, Afonso! E, em minha agonia, eu fiz uma promessa. Se sobrevivesse, eu iria à antiga igreja de Artena para agradecer pela minha cura”, dirá ela percebendo as intenções dele.

“Então, você viajou até Artena?”. “Viajei e pernoitei na estrada. Só não lhe contei na ocasião, porque sabia que você, sempre tão cuidadoso comigo, tentaria me impedir. Ir a Artena era uma maneira de estar mais próxima do meu pai. Eu sinto tanta falta dele, Afonso!”.

“Eu tenho uma dívida de gratidão com você, Catarina. Quando você me ajudou a fugir da pedreira, eu prometi encontrar o seu pai e reconstruir Artena. Eu entrei em contato com os outros reinos da Cália na tentativa de localizá-lo. Não obtive êxito, mas continuarei tentando”. “Eu confio em você, Afonso. E quanto à minha ida à Artena, se você quiser confirmar, basta perguntar ao Capitão Delano. Ele me acompanhou”. “Não há necessidade”, concluirá o rei.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais